Cientistas desenvolvem tecnologia que irá permitir que aviões se consertem em pleno voo

Pesquisadores da Bristol University, na Inglaterra, estão desenvolvendo uma tecnologia que funciona como a pele humana e pode consertar aviões em pleno voo. O grupo criou uma solução baseada em fibra de carbono e materiais usados em equipamentos esportivos que pode ser usado para fechar rachaduras em asas de aviões em movimento, como se fosse uma espécie de cura.

"Se você corta o seu dedo, eventualmente ele irá se curar, então nós pensamos, por que não aplicar essa ideia em estruturas feitas pelo homem? E é isso que estamos fazendo!"

- professor Duncan Wass, da Bristol University

Segundo o projeto dos cientistas, o material tem formato de micro-capsulas que são colocadas dentro das fuselagens do avião. Quando alguma ruptura acontece, basta a solução entrar em contato com água que se transforma em uma massa dura e fecha a rachadura.

A tecnologia ainda está em desenvolvimento e, segundo os cientistas, vai demorar de 5 a 10 anos para ser testada. Um dos maiores problemas enfrentados pelos desenvolvedores é a diferença entre ambientes, que afeta  o material que fecha as rachaduras.

- Continua após a publicidade -

"Quando o avião está voando em grandes altitudes é muito frio, ou quando está na pista em Dubai a temperatura é de 40° . Atualmente, a diferença entre temperaturas é o nosso maior desafio técnico no desenvolvimento dessa tecnologia"

Por enquanto, a cura para aeronaves só consegue fechar pequenas rupturas e não conserta danos mais críticos, porém, é bem interessante saber que cientistas estão desenvolvendo tecnologias para que as máquinas consigam se curar no futuro.

{via}CNN|http://edition.cnn.com/2015/06/17/travel/self-healing-airplanes/index.html{/via} 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Devem existir lançamentos de chips com melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.