iPhones bloqueados também correm riscos de segurança

Notícias sobre programas maliciosos que atingem o smartphone da Apple têm surgido nos últimos tempos. O primeiro foi um worm que simplesmente exibia a imagem do cantor Rick Astley na tela do aparelho. Depois, surgiu uma ameaça mais séria, capaz de roubar dados bancÁrios.

Até então, apenas iPhones que passaram pelo processo de Jailbreak eram afetados. Agora, um estudo feito pelo desenvolvedor suíço Nicholas Seriot aponta que aparelhos bloqueados também estão sujeitos a incidentes de segurança.


Seriot comprovou que aplicativos desenvolvidos para o aparelho podem obter dados pessoais do usuÁrio, que não deveriam estar acessíveis. De acordo com o Macworld Brasil, as ações possíveis incluem ler e editar conteúdo, roubar números de telefones, checar históricos de navegação e até rastrear movimentos de GPS.

Para demonstrar suas ideias, o desenvolvedor criou um aplicativo chamado SpyPhone, que utiliza a API para pesquisar os dados pessoais. Quando esses dados são solicitados e obtidos por um programa com o consentimento do usuÁrio, logicamente não hÁ problemas.

Porém, Seriot afirma que programas nocivos que capturam dados sem autorização, camuflados como softwares legítimos, também são uma ameaça para o iPhone. Essa prÁtica jÁ acontece nos computadores, mas no smartphone da Apple representa um perigo maior, pois o aparelho traz muitos dados confidenciais e não costuma ter ferramentas de proteção instaladas.

O que diferencia esse tipo de programa dos worms é que eles não podem infectar outros aparelhos. Ou seja, o meio de obtê-los é pela própria loja do iTunes, caso consigam passar pelo filtro da Apple.

Embora todos saibam que a companhia vive rejeitando aplicações, as chances de obter um programa perigoso existem. Seriot explica que o problema é que a Apple não checa o código fonte dos softwares, o que pode facilitar a entrada de alguns aplicativos suspeitos disfarçados na App Store.

O desenvolvedor ainda acredita que uma das formas de evitar esse tipo de problema é fazer com que a Apple force avisos sempre que o sistema pedir para ler ou copiar informações privadas dos usuÁrios.

Outras medidas preventivas incluem não baixar um aplicativo assim que ele é disponibilizado, apagar os que estejam agindo de maneira estranha e usar soluções confiÁveis para criptografar dados importates.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual a sua marca de headphones/headsets para jogos preferida? - Pesquisa de Periféricos 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.