Razer estaria negociando para comprar a Ouya

A história do primeiro console para rodar games baseados em Android pode estar chegando ao fim. Rumores recentes afirmam que a Razer estaria negociando a compra da Ouya, não só o aparelho, mas toda a startup. 

A equipe da Ouya começou seu projeto através do Kickstarter, onde encontrou grande sucesso. Foram US$ 8,6 milhões arrecadados por 64.000 pessoas, tornando o projeto, por muito tempo, um recordista na plataforma. O lançamento do console, porém, não conseguiu a mesma popularidade, sendo criticado pelas análises e não ganhando momento em suas vendas.

Em vista das críticas a equipe chegou a revisar o projeto e lançar um Ouya 2.0 com melhorias no controle, principalmente. Mas a falta de um ecossistema atrativo de jogos Android e a forte concorrência no mercado de consoles tornaram o preço baixo do Ouya (apenas US$ 99) insuficiente para garantir sua "sobrevivência".

Segundo as informações ainda não confirmadas, a venda não estaria longe de ser consolidada, com a equipe do Ouya apenas negociando para poder manter o seu pessoal sob a chefia da Razer.

{via}CNET | http://www.cnet.com/news/video-game-console-maker-ouya-is-in-negotiations-to-sell-itself-possibly-to-razer/{/via} 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual a sua marca de headphones/headsets para jogos preferida? - Pesquisa de Periféricos 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.