O "Ano do Apple Pay" não vai ser esse ano, de acordo com pesquisa da Reuters

A Apple apresentou o seu serviço de pagamento via smartphone, o Apple Pay, com bastante entusiasmo. Apresentado em outubro do ano passado, a empresa afirmou que entrou em contato com comerciantes e que metade deles implementariam esta forma de pagamento ainda em 2014, e ainda mais deles entrariam na ideia este ano, transformando ele no "Ano do Apple Pay". Na realidade, porém, os uso do Apple Pay não está tão difundido como a empresa gostaria.

De acordo com uma pesquisa feita pela Reuters, entrevistando os 100 maiores lojistas de acordo com ranking do "National Reatil Federation", menos de um quarto deles atualmente aceita o Apple Pay como forma de pagamento. Quase dois terços das empresas responderam que não possuem planos de implementar esta forma e pagamento ainda este ano.

Entre os principais motivos pelo desinteresse dos lojistas está a baixa demanda dos consumidores, falta de acesso a dados das transações e o custo de implementar o recurso. Alguns lojistas afirmaram que estão aguardando para implementar um novo sistema, criado por uma coalizão dos próprios comerciantes. De acordo com uma pesquisa do ITG Investment Research, apenas 4% das transações digitais foram realizadas através do Apple Pay. No mesmo período, o Google Wallet respondeu por 4% das compras digitais. Desde então, porém, o Apple Pay vem crescendo exponencialmente, enquanto o serviço da Google - que será substituído pelo Google Pay - continuou estagnado.

2/3 dos comerciantes americanos contactados pela Reuters não pretendem implementar o Apple Pay este ano

 

Uma pesquisa realizada em março pelo InfoScout, com 1000 donos de iPhones 6, descobriu que apenas 15% deles experimentaram esta forma de pagamento, enquanto apenas 6% disseram que pretendem continuar utilizando o recurso.

- Continua após a publicidade -

O mercado de pagamento via celular promete ser movimentado este ano. Além do Apple Pay, a Samsung implementou o Samsung Pay em seus smartphones, o que inclui uso de tecnologias como o sensor de digitais, NFC e o tradicional leitor magnético. A sul-coreana anunciou a cooperação com Visa e Matercard, e a solução virá ao Brasil também com o lançamento do novo smartphone. Apesar de não possuir uma projeção, a Samsung está otimista com a adoção da tecnologia em nosso país, mas alerta que o método precisa da adoção de lojistas e instituições financeiras. "Os contatos com bancos já começaram, mas ainda estamos nas fases iniciais", afirmou a Samsung. Outro concorrente a entrar na disputa é o Google Pay, anunciado semana passada na Google I/O.

{fonte}Reuters|http://www.reuters.com/article/2015/06/05/us-apple-pay-idUSKBN0OL0CM20150605?feedType=RSS&feedName=technologyNews{/fonte} 

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.