Microsoft remove Windows Media Center e sugere Xbox One como substituto

Introduzido em 2002, o Windows XP Media Center Edition estava classificado como uma ferramenta que transformaria o seu PC em um gravador de vídeo digital (DVR) e media hub. Como parte desse pacote estava o titular Windows Media Center (WMC), desenvolvido com o codinome "FreeStyle" – e depois de mais de uma década de existência, a Microsoft decidiu acabar com este seu produto.

Quando lançado há 13 anos atrás, o WMC era uma ferramenta que recebia o destaque em todos os seus sucessores imediatos, o Windows Vista e Windows 7. O aplicativo oferecia funções de media hubs, como sintonização de canais de TV compatíveis com alguns provedores de TV a cabo e até controles remoto. Através dele também era possível fazer transmissões de vídeo por aplicativos, como o do Netflix. Sua popularidade levou o aplicativo a receber uma grande atualização em 2008, intitulada "Fiji".

No Windows 8, entretanto, era possível ver que a Microsoft não via mais tanto sentido em um media center para PC. A prova disso era o foco para o próximo console, o Xbox One, lançado em novembro de 2013 e listado pela companhia como a próxima solução para os serviços de gravação e streaming. Sua disponibilidade no sistema operacional era apenas através do add-on Media Center Pack do Windows 8 Pro ou na atualização "Pro Pack".

Na última Build Conference 2015, porém, a Microsoft anunciou discretamente a morte do programa.

Em uma reunião privada nessa semana durante a Build Developer Conference em San Francisco, um executivo da Microsoft confirmou que não haverão atualizações para levar o Media Center ao Windows 10.

- Continua após a publicidade -

A decisão é uma decepção para os poucos mais incrivelmente expressivos entusiastas do Media Center, que esperavam um add-on para o Windows 10, similar ao oferecido para o Windows 8. Isto não irá acontecer. Qualquer PC que for atualizado do Windows 7 ou 8.1 para Windows 10 perderá esta funcionalidade.

Ed Bott em publicação para o ZDNet

O próprio fato de instalar o Windows 10 já irá preparar a máquina para a remoção do media center caso ele esteja instalado.

Bott aponta que, embora isso possa desapontar alguns usuários, a notícia não é exatamente uma surpresa, já que a equipe que desenvolveu o WMC foi desmontada após entregar o código para a versão do aplicativo para Windows 7. O repórter também recomenda que os fãs continuem com esta versão do Windows caso queiram a funcionalidade nos PCs para home theaters.

- Continua após a publicidade -

Ainda que ele não faça menção a isso, a alternativa mais óbvia para a morte do Windows Media Center é a compra do Xbox One. Embora essa função possa não ser tão atraente para muitos fãs, vale lembrar que o console também receberá uma atualização para Windows 10, com muitas das falhas entre os dois sendo resolvidas neste processo

{via}DailyTech|http://www.dailytech.com/Microsoft+Quietly+Kills+Windows+Media+Center+Hypes+Xbox+One+as+Replacement/article37331.htm{/via}

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.