Fundador da Oculus VR é processado por quebra de contrato e fraude nos Estados Unidos

Palmer Luckey, o fundador da Oculus VR e idealizador do Oculus Rift está sendo vítima de um processo nos Estados Unidos, sob a acusação de ter se aproveitado de informação privilegiada para desenvolver o seu headset de realidade virtual.

A empresa movendo a ação é Total Recall Technologies, que contratou Luckey em 2011 para trabalhar no protótipo de uma tela que funcionaria acoplada à cabeça do usuário. Segundo a companhia, o criador da Oculus VR teria, na época, assinado um contrato de confidencialidade, e depois se aproveitado do feedback e know-how adquirido na companhia para lançar sua campanha no Kickstarter e criar o Oculus Rift.

O processo acusa Luckey de ter usado informações que ele aprendeu trabalhando para a Total Recall como se fossem dele e busca ressarcimento financeiro, além de uma multa punitiva. O Facebook, que adquiriu a Oculus VR no ano passado por US$ 2 bilhões não é listado na ação.

{via}Reuters | http://www.reuters.com/article/2015/05/22/us-facebook-oculus-lawsuit-idUSKBN0O72AC20150522?feedType=RSS&feedName=technologyNews{/via} 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.