Uber é acusado de roubar tecnologia de outra startup

O Uber, um dos maiores aplicativos de carona compartilhada do mundo, está sendo acusado de plágio pela Celluride Wireless, startup fundada em 2002, que também utiliza a tecnologia para combinar motoristas e passageiros.

O processo contra a Uber vem do CEO da Celluride Wireless, Kevin Halpern, que diz ter compartilhado informações com o co-criador da Uber, Travis Kalanick, em 2006, mas foi cortado do aplicativo e não recebeu os devidos créditos pela sua ideia.

Halper disse ter "passado sete anos trabalhando na tecnologia que hoje é a base do aplicativo da Uber". O CEO da Celluride Wireless afirma que trabalhou de 2002 a 2008 em uma versão beta de um serviço de carona, mas não registrou patente ou direitos autorais. O advogado de Halper disse que possui documentos que comprovam os planos de seu cliente.

Segundo o porta-voz da Uber, "as acusações não tem base e a empresa irá se defender contra elas". A companhia foi criada em 2009 e atualmente é o maior serviço de carona compartilhada do mundo, funcionando em 57 países e 257 cidades. A startup é comandada por Travis Kalanick e já está avaliada em mais de US$41,2 bilhões.

A Uber já passou por outros processos no passado e chegou a ser banido no Brasil em março deste ano, mas, depois de duas semanas, a ação contra a empresa foi retirada e o serviço voltou a funcionar no país.

- Continua após a publicidade -

Um dos principais fatores que gera polêmica em relação ao aplicativo da Uber é a falta de uma regulamentação do serviço, mas alguns países já estão tomando medidas para melhorar a legislação ligada a esse tipo de app. Nesta semana, as Filipinas introduziram uma legislação para auxiliar os usuários de aplicativos de carona compartilhada.

{via}CNET|http://www.cnet.com/news/uber-accused-of-stealing-trade-secrets/#ftag=CAD590a51e{/via}

Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.