Funcionária de empresa nos EUA é demitida após deletar app que a rastreava 24h por dia

Myrna Arias, ex-funcionária da empresa de transferência de dinheiro Intermex, alega ter sofrido o que seria uma das demissões mais injustificáveis do ano. Ela diz ter sido demitida semanas após ser repreendida por desinstalar um aplicativo que rastreava seus movimentos 24 horas por dia.

De acordo com Arias, seu chefe pedia que ela ficasse o tempo todo com o smartphone, e às vezes até se gabava das informações que obtinha com isso. Ele admitia abertamente aos empregados que eles seriam monitorados fora do horário de trabalho, e ainda falava para eles o quão rápido estavam dirigindo em momentos específicos.

“[Arias] expressou que ela não tinha problema em usar a função de GPS do aplicativo durante as horas de trabalho, mas se opôs ao monitoramento de sua localizaçãop durante as horas de folga”, diz o processo encaminhado pelo advogado da ex-funcionária.

“Ela comparou o aplicativo com as tornozeleiras utilizadas por prisioneiros, e informou Stubits [seu ex-chefe] que as suas ações eram ilegais. Stubits retrucou que ela deveria tolerar a intrusão ilegal porque a Intermix estava pagando [melhor que seu empregador anterior]”.

O aplicativo em questão é o Xora StreetSmart, que foi criado para que as empresas gerenciem os funcionários que trabalham longe do escritório. O que a equipe da ClickSoftware confirma é que a ideia do app é que os empregados o ativem na hora que iniciarem a jornada de trabalho, e não 24 horas por dia.

- Continua após a publicidade -

{via}The Verge|http://www.theverge.com/2015/5/13/8597081/worker-gps-fired-myrna-arias-xora{/via} 

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.