Estudo: gamers têm maior capacidade cognitiva para aprender e raciocinar do que outras pessoas

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Ciência Eletrônica e Tecnologia da China, e publicado na última edição da revista americana Nature, concluiu que os gamers têm maior capacidade cognitiva de aprender e raciocinar do que pessoas que não praticam o ato de jogar. 

O método de abordagem do estudo foi a realização de ressonância magnética com jogadores profissionais de e-sports e com jogadores considerados "amadores". A ideia era verificar em que parte do cérebro apareciam as maiores concentrações de conexões neurais e que tipos de benefícios esse aumento traria aos jovens. 

Os pesquisadores então descobriram que os gamers, de uma forma geral, tendem a desenvolver maior quantidade de massa cinzenta na região do córtex cerebral, resultando em melhorias no processo de aprendizado, de raciocínio lógico, na coordenação motora e outras habilidades que envolvem percepção. 

A massa cinzenta é uma substância localizada no cérebro que ajuda no processamento e na fixação de novas informações que chegam ao órgão. E quanto mais concentração dessa substância estiver presente, maiores atividades e conexões serão registradas e, com isso, melhores serão os resultados encontrados na resolução objetiva de problemas simples, cálculos e lógica.

Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.