De volta à disputa: AMD apresenta núcleos Zen e anuncia novos processadores FX para 2016

Foram confirmadas as informações do vazamento: a AMD anunciou oficialmente seus novos núcleos de processamento "Zen", a nova microarquitetura da AMD para seus futuros processadores. Além do incremento significativo de performance e da introdução de novas tecnologias, a empresa irá lançar uma nova geração de processadores de alto desempenho da linha FX, voltados para entusiastas e gamers.

A empresa fez os anúncios oficiais no AMD Financial Analyst Day 2015, que aconteceu hoje. Os núcleos Zen prometem um design de alta performance totalmente novo, capaz de oferecerem um número de instruções por clock até 40% maior do que os presentes na geração passada, codinome Excavator. A nova microarquitetura é baseada na tecnologia FinFET em 14 nanômetros escalonável, ou seja, será utilizada desde produtos mais simples voltados aos consumidores finais até servidores que demandam mais eficiência e performance.

Os processadores com o núcleo Zen trazem uma importante novidade: a Simultaneous Multithreading (SMT), que irá substituir a Clustered Multithreading (CMT), design de processamento presente na família de processadores Bulldozer. Esta atualização promete um considerável ganho de performance, explorando de forma mais eficiente os múltiplos núcleos do processador e o multithread.

Além do SMT, outra novidade importante é a introdução de um novo sistema de cache de baixa latência com grande largura de banda. Este elemento é vital para a performance de um processador com múltiplos núcleos que pretende explorar o mutithread de forma eficiente. Qualquer gargalo entre os recursos compartilhados entre estes núcleos representaria uma forte perda de desempenho.

- Continua após a publicidade -

Volta ao segmento de alta performance
Com a promessa de um incremento de instruções por clock na casa do 40%, e acreditando que a AMD seja capaz de replicar este avanço na performance geral, temos aqui um salto considerável dos processadores da AMD. Para dar perspectiva, um processador FX-9590, baseado em Bulldozer, com um incremento desta magnitude pularia para o meio dos processadores Intel Core i7 da linha Extreme Edition, a linha de CPUs mais potente para consumidor final disponível pela rival, e passaria a brigar sem dificuldades com demais produtos da geração Haswell, encurtando enfim a diferença gritante de performance visível hoje entre os produtos das duas empresas.

Como a própria AMD demonstra em seus slides, este é um dos maiores saltos na evolução de seus processadores nos tempos recentes, e recoloca a empresa na disputa do segmento de CPUs domésticas de alto desempenho. Além das APUs, serão introduzidos novos processadores FX baseados nos núcleos Zen. Este processadores serão baseados em uma nova plataforma, a AM4, a mesma que estará presente em modelos das APUs, e contarão com o suporte a tecnologia de memórias DDR4.

Se os rumores estiverem corretos, podemos esperar por uma família de processadores de alta performance, codinome "Summit Ridge", com até oito núcleos. As novas APUs e processadores FX e APUs baseados em núcleos Zen chegam ao mercado em 2016.

- Continua após a publicidade -

{via}WCCFTech|http://wccftech.com/amd-officially-reveals-2016-cpu-roadmap-zen-k12/{/via}

Tags
amd
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.