União Europeia vai fiscalizar as gigantes da tecnologia ao longo deste ano

A Comissão Européia realizará ao longo deste ano uma análise sobre o papel das grandes companhias de tecnologia, como Google, Facebook e Amazon, para determinar a necessidade de sua regulamentação. A declaração foi dada hoje (06/05) para a agência de notícias Reuters, informando que o inquérito focará na transparência de políticas de preço, resultados de buscas e o uso da informação de concorrentes. A entidade multi-governamental suspeita de formação de cartéis entre as companhias investigadas para tomar vantagem sobre rivais menores europeus.

A análise, que já havia sido anunciada em abril, faz parte da estratégia "Digital Single Market", que preserva a individualidade e igualidade das empresas em chances de vendas. Trata-se de um documento revelado pelo vice-presidente da Comissão, Andrus Ansip, que propõe medidas de longo alcance para aumentar o crescimento econômico na Europa ao remover barreiras entre os serviços virtuais dos países.

Outros aspectos deste documento são voltados às grandes firmas estadunidenses que dominam o mercado europeu, que estão sob investigação pela União Européia, incluindo uma possível ação judicial contra o Google por truste. O peso do processo levou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a se pronunciar contra o comportamento, acusando a UE de protecionismo de mercado.

A comissão também confirmou um inquérito competitivo sobre os e-commerces, que é realizada separadamente da análise das plataformas virtuais. Ao contrário da suspeita de truste contra o Google divulgada no mês passado, esta investigação sobre as lojas online não corresponde a uma ameaça imediata de penalidades às empresas envolvidas. Entretanto, se provadas outras ilegalidades comerciais, as companhias podem sofrer consequências similares.

A estratégia de Ansip inclui um conjunto de iniciativas para reformar o mercado de telecomunicações e direitos autorais, derrubando barreiras legais para criar entregas facilitadas entre as fronteiras e garantir que os serviços online da Europa possam competir contra seus rivais da América do Norte. A revisão das plataformas virtuais não tem o objetivo de levar penalidades às firmas envolvidas, mas sim uma nova regulamentação do setor – estimulada inicialmente pela França e Alemanha.

- Continua após a publicidade -

Segundo a Comissão Européia, a regulação do setor de comunicações da Europa será realizada no ano que vem. As medidas planejam coordenar a logística aérea de encomendas, estimular o investimento em banda-larga de alta velocidade e dar chance a serviços europeus de competir com serviços de mensagem como o Skype e o WhatsApp.

{via}Reuters|http://www.reuters.com/article/2015/05/06/us-eu-digital-idUSKBN0NR0Z120150506?feedType=RSS&feedName=technologyNews{/via}

Assuntos
Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Qual vai ser o melhor game lançado em maio de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.