Grooveshark deixa pedido de desculpas e sai do ar em definitivo

No início da semana reportamos que o Grooveshark estava enfrentando a ira de gravadoras que viram músicas de sua propriedade serem disponibilizadas sem o seu aval por quase dez anos no serviço de streaming, que precedeu até o famoso Spotify. Diferente deste, entretanto, o Grooveshark nunca pagou ninguém para oferecer as músicas e na quinta-feira, dia 30, enfrentou a consequência final disso: o site fechou.

"Nós falhamos em assegurar as licenças dos donos dos direitos para a vasta maioria de músicas no serviço. Isso foi errado. Nós nos desculpamos. Sem reservas."

No domínio Grooveshark.com encontra-se agora, somente, uma longa mensagem que explica que o fechamento do site é parte do acordo feito com a justiça para não ter que pagar a pesada (e impossível) indenização de US$ 736 milhões pedida pelas gravadoras. A Escape Media, empresa ex-dona do site, não vai precisar pagar nada deste valor. O domínio também não pertence mais aos organizadores do serviço e a mensagem inclusive sugere outros serviços, como o próprio Spotify, Google Play e Beats Music.

{via}Neowin | http://www.neowin.net/news/grooveshark-free-music-streaming-service-shuts-down-apologizes-for-very-serious-mistakes{/via} 

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.