Delegados dos EUA oferecem US$5 mil por homem que alegava ser dono de metade do Facebook

Delegados dos EUA estão oferecendo uma recompensa de US$5 mil por informações sobre um homem que alegou falsamente ser dono de 50% do Facebook. Paul Ceglia, que saiu da prisão sob fiança para esperar seu julgamento por fraude, desapareceu no mês passado após cortar uma tornozeleira de vigilância e fugir de casa. Agentes federais estão procurando informações que poderão levar à prisão de Ceglia, segundo a estação de TV WGRZ.

Um juiz federal ordenou ao Facebook e ao CEO Mark Zuckerberg a entregarem documentos relacionados ao caso nesta sexta-feira, apesar dos pedidos dos advogados para que a ordem fosse suspensa até a captura de Ceglia. As acusações atuais contra o réu vêm de um processo multibilionário no qual ele alegava que Zuckerberg concordou em lhe dar 50% de propriedade da rede social em troca de seu investimento de US$1 mil em 2003, quando o presidente ainda era calouro na universidade.

Segundo Zuckerberg, ele assinou um contrato para fazer um trabalho de software para Ceglia naquela época, embora ele não estivesse relacionado ao Facebook. O CEO afirmou que, naquele período, ele ainda não havia desenvolvido a ideia da rede social. O processo de Ceglia foi negado por um juiz em 2010 após uma investigação revelar que ele falsificou documentos e e-mails utilizados no caso. Promotores fizeram acusações criminais contra o réu em 2012 por tentativa de fraude.

No mês passado, Ceglia cortou a tornozeleira de monitoramento que era ordenado a utilizar, e a pendurou em um aparelho motorizado caseiro que era utilizado para enganar as autoridades, fazendo-os pensarem que ainda estava utilizando. Sua fiança de US$250 mil foi revogada após a descoberta da atitude pelos oficiais. A esposa e os dois filhos de Ceglia também sumiram no mesmo período em que ele desapareceu, embora não esteja claro se a família ou os quatro estão juntos no momento.  

- Continua após a publicidade -

{via}Mashable|http://mashable.com/2015/04/04/paul-ceglia-facebook-fraud/{/via}

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.