Tim Cook, CEO da Apple, lança "cruzada" contra leis que "legalizam a discriminação"

Através de seu Twitter e em publicações como o The Washington Post, Tim Cook, CEO da Apple, tem entrado em uma cruzada pessoal contra o avanço de leis de "liberdade religiosa" que vem ganhando força nos Estados Unidos.

A polêmica está focada em uma lei em aprovação no estado de Arkansas que permite que um estabelecimento recuse a prestação de um serviço baseado em algum dogma religioso. Desta forma, um restaurante poderia exigir a saída de um consumidor apenas baseado em sua orientação sexual, por exemplo. De acordo com Cook, no país estão tramitando ao menos 100 leis que usam a desculpa de "liberdade religiosa" para legalizar a discriminação, com ações que vão desde a recusa a atendimento até menores remunerações.

- Continua após a publicidade -

Eu tenho grande reverência à liberdade de religião. Quando criança, fui batizado em uma Igreja Batista, e a fé tem sido uma parte importante de minha vida. Nunca fui ensinado, e também não acredito, que a religião deve ser usada como desculpa para discriminar.

- Tim Cook, CEO da Apple


 Além da reação de Cook, estas leis tem causado reações entre os próprios legisladores. Entre uma das estratégias, já houve sugestão para que a lei também obrigue os estabelecimentos a exibir de forma clara, no lado de fora, para quais públicos o atendimento será recusado, evitando assim o constrangimento de ser "mandado para fora". Este tipo de medida, porém, não está sendo inclusa em leis como a HB1228 ou a SB 2020.

"Os dias em que a segregação e discriminação marcadas pelos sinais de 'apenas para brancos' em lojas, bebedouros e banheiros deve continuar no passado", afirmou Cook. "Isto não é uma questão política. Isto não é uma questão religiosa. Isto é sobre como tratamos uns aos outros como seres humanos. Se opor à discriminação requer coragem. E com a vida e dignidade de tantas pessoas em risco, é tempo para todos nós sermos corajosos".

{fonte}The Washington Post|http://www.washingtonpost.com/opinions/pro-discrimination-religious-freedom-laws-are-dangerous-to-america/2015/03/29/bdb4ce9e-d66d-11e4-ba28-f2a685dc7f89_story.html?postshare=4721427677976484{/fonte}

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.