Fundação Wikimedia está processando a NSA por seu programa de vigilância em massa

A Fundação Wikimedia está processando a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) por quebrar a privacidade de seus usuários com técnicas de vigilância em massa. O objetivo da empresa é "acabar com o programa para proteger os direitos dos usuários ao redor do mundo." O grupo mantém a afirmação que a entidade de segurança ultrapassou os limites estabelecidos pela autoridade do Ato de Inteligência Estrangeira (FAA), em 2008.

A Wikimedia arquivará a o processo em conjunto com outras oito organizações – incluindo a Anistia Internacional dos EUA, Human Rights Watch e também a Associação Nacional dos Advogados de Defesa Criminal. Todas as emissões serão representadas pela União Americana das Liberdades Civis (ACLU).

A companhia começou a considerar a ideia de processar a NSA em conjunto com a ACLU no ano passado, após as revelações de Edward Snowden sobre a escala de vigilância. A escala está desafiando especificamente a espionagem "não-comum", que acessa a estrutura da internet e acessa todas as comunicações, incluindo aquelas feitas por "pessoas não-estadunidenses."

Segundo a Wikimedia, ao lançar uma rede tão ampla, a NSA "está restringindo as bases da democracia", segundo a entidade. Ela também acrescenta que a agência de espionagem ultrapassou pesadamente os limites da FAA ao monitorar "pessoas, plataformas e infraestruturas com pouca consideração às causas prováveis ou proporções".

Os arquivos publicados por Snowden em 2013 revelaram que a NSA mirou especificamente na enciclopédia online, Wikipedia, e seu meio bilhão de usuários. A associada Wikimedia disse que isto à concede direito para processar, já que a fundação e seus usuários foram lesados – ao contrário da fundação de Anistia, que foi barrada por não ter conexões diretas ao caso. A fundação declarou que os detalhes específicos das causas estarão disponíveis assim que o processo for arquivado. Além da Wikimedia, a NSA também está em briga judicial contra a Fundação Eletronic Frontier (EFF).  

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2015/03/10/wikimedia-suing-nsa/{/via}

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Em jogos single-player como Resident Evil Village, você prefere:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.