Freak afeta a Microsoft: Windows também é vulnerável à falha de segurança dos anos 90

Com quase 20 anos de idade, a existência da falha de segurança Freak veio à tona nessa semana, mas usuários do sistema da Microsoft não ficaram muito preocupados, uma vez que o problema só afetaria o Android, o Mac OS e o iOS. Só que foi revelado agora, pela própria dona do Windows, que o sistema também está vulnerável à falha, em todas as suas versões.

"Nossa investigação verificou que a vulnerabilidade poderia permitir a um agressor forçar o downgrade dos suítes das cifras usados numa conexão SSL/TLS (Secure Sockets Layer/Transport Layer Security) num sistema Windows. A vulnerabilidade facilita a exploração da técnica FREAK, divulgada publicamente, que é um problema em toda indústria, não específico aos sistemas operacionais Windows."

A Microsoft informou que deve corrigir o problema em seu próximo patch programado, que sai normalmente às terças-feiras. Enquanto isso, a empresa recomenda desabilitar as cifras de exportação RSA. Até sites oficiais norte-americanos como Whitehouse.gov, NSA.gov ou FBI.gov são vulneráveis. 

Para entender mais sobre o funcionamento dessa vulnerabilidade, acesse nosso primeiro post sobre o assunto neste link.

{via}CNET | http://www.cnet.com/news/windows-vulnerable-to-freak-encryption-flaw-too/{/via} 

- Continua após a publicidade -

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.