Apple explora maneiras de transformar o iPhone em um smartphone impermeável

A Apple desenvolveu uma patente juntamente com a USPTO que descreve alguns métodos diferentes para impermeabilizar aparelhos eletrônicos como o iPhone. O registro descreve o revestimento de certos componentes internos, como a placa principal de circuitos, com uma camada hidrofóbica, presumidamente diferente das utilizadas por empresas como a Liquipel. A aplicação resulta em um registro entre um e dez micros de espessura, não ocupando espaço adicional na estrutura interna do dispositivo.

A patente da Apple inclui uma provisão para deixar a proteção eletromagnética inclusa em todos os seus iPhones, iPads e Macbooks capazes de fazer seu trabalho enquanto também permitem que os componentes protegidos sejam inteiramente impermeáveis. Processos especiais são necessários porque a camada é aplicada diretamente na placa de circuito com seus componentes, e a proteção eletromagnética pode ocultar componentes eletrônicos de receber os benefícios do revestimento.

Para manter as pontas soldadas dos conectores externos protegidas contra a água, a patente também fala da utilização de travas de silicone no ponto onde elas se conectam com as placas e cabos que normalmente são distribuídas entre os circuitos internos dos aparelhos.

Até o momento, a Apple não havia mostrado muito interesse em proteger seus smartphones e tablets da água, embora outras empresas como a Sony transformaram esse aspecto como um dos carros-chefe da distribuição de seus celulares. A Samsung fez o Galaxy S5 à prova d'água no ano passado, mas se livrou desta proteção com o aparelho seguinte, o Galaxy S6. Dadas as performances relativas tanto do GS5 e dos aparelhos da Sony, ainda é incerto este fator pesa na hora dos clientes escolherem seus smartphones.

Não há dúvidas de que a Apple ganharia vantagem ao poder listar "à prova d'água" como um de seus itens de vantagem. A patente foi lançada inicialmente em março do ano passado, então é uma invenção relativamente recente, significando que é simplesmente cedo demais para dizer se a empresa está apenas registrando o termo como medida protecionista, sem qualquer intenção de aplicar isso aos produtos do futuro. 

- Continua após a publicidade -

{via}TechCrunch|http://techcrunch.com/2015/03/05/apple-exploring-iphone-waterproofing-methods/{/via}

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.