Foxconn pretende ter 70% da sua força produtiva feita por robôs dentro de 3 anos

Uma das principais fábricas de eletrônicos do mundo, a Foxconn, pretender ter robôs realizando a maioria das tarefas em sua manufatura no espaço de três anos. A companhia, que é famosa por prestar serviços a gigantes como Apple e Sony, é também infame por acusações de explorar seus funcionários com exaustivas horas de trabalho.

E talvez seja esse um dos motivos para os planos do CEO, Terry Gou, uma vez que a escravização de robôs não causa polêmicas. A previsão do executivo é que 70% da força de trabalho seja feita de maneira mecanizada nos próximos anos. E, para isso, cerca de 30.000 robôs industriais têm sido introduzidos em suas fábricas a cada ano, segundo ele. Realmente serão necessárias centenas de milhares de autômatos para dar conta de mais da metade do trabalho, uma vez que atualmente a taiwanesa emprega aproximadamente 1 milhão de trabalhadores. 

Segundo Gou, entretanto, o principal motivo para a substituição não seria o fato de que robôs não ligam de ser explorados, mas sim porque no futuro faltará mão-de-obra: "Eu acho que, no futuro, pessoas mais jovens não vão fazer esse tipo de trabalho, e não vão entrar nas fábricas", declarou o executivo. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.