Faturamento do mercado de videogames encolheu 21% no Brasil em 2014

Com faturamento de R$633 milhões e com cerca de 1 milhão de aparelhos produzidos, o setor de produção de videogame encolheu 21% no Brasil em 2014. A notícia é do site UOL Jogos

Segundo a matéria, a principal causa da queda do rendimento do setor foram as recentes dificuldades na economia não só do país, mas de todo um cenário mundial. Dessa forma, o resultado ficou abaixo do registrado em 2013, quando 1,4 milhão de consoles foram produzidos e o faturamento chegou a R$800 milhões.

Além disso, um outro fator que colaborou para resultados menos expressivos foi a troca de gerações. Ao mesmo tempo em que X360 e PS3 cedem seus lugares aos novos videogames, XOne e PS4 custam mais caro e, mesmo com procura em crescimento exponencial, ambos não têm o mesmo volume de venda que os antecessores, puxando a balança para baixo.

Já para 2015, ainda segundo o portal, a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) se mostra otimista com a recuperação do setor, sobretudo porque pelo menos um console de nova geração, o Xbox One, é totalmente produzido no país, revertendo parte dos lucros ao mercado nacional.

O mesmo não acontece, entretanto, com o Playstation 4. O console da Sony não é fabricado por aqui e, por isso, repassa a maior parte do seu faturamento apenas às suas matrizes estrangeiras. Existem planos de que o novo console da Sony venha a ser totalmente produzido em território nacional, só não se sabe exatamente quando isso vai começar a acontecer.

{via}UOL Jogos|http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2015/02/24/fabricacao-de-videogames-no-brasil-caiu-24-em-2014.htm{/via}  

Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.