Samsung prepara-se para entrar no mercado de carros elétricos ao comprar uma empresa de baterias

A Samsung quer garantir que é tão integral para o segmento de carros elétricos quanto é para o universo mobile. A empresa sul-coreana está adquirindo a subdivisão de conjuntos de bateria da Magna International, chamada Magna Steyr, para integrar esse novo tipo de produto à sua subdivisão de componentes, a Samsung SDI. A subdivisão da empresa irá fornecer suas baterias para os automóveis elétricos i3 e i5 da BMW.

Além do fornecimento para a empresa de carros alemã, a Samsung também assinou um acordo para oferecer suas baterias para 8% do suprimento da Tesla neste ano, com intenções de aumentar a quantidade futuramente. Com mais tecnologias sobre criações de baterias, a companhia sul-coreana aumenta sua competitividade com a Panasonic, até então a maior fornecedora para o segmento de carros elétricos.

A Samsung também passa a se tornar parceira para a grande fábrica de baterias da Tesla, a Gigafactory. Esta ação também é um passo além em comparação aos movimentos da Apple, que tentava adquirir a Magna Steyr para seu possível projeto de carro elétrico. A aquisição da subdivisão de baterias pela empresa coreana pode ser compreendida como uma reação aos rumores de um automóvel movido a bateria produzido pela Apple.

Com a aquisição de uma empresa de fornecimento de baterias, a estratégia geral da Samsung para outros mercados também amplia, permitindo a disponibilização de suprimentos de energia para terceiros. Este processo já está em andamento com os chips de memória, processadores e LCDs desenvolvidos pela empresa e oferecidos para outras empresas dos segmentos mobile e televisão em HD. 

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2015/02/23/samsung-makes-a-big-play-for-electric-cars-by-nabbing-a-battery/{/via}

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.