Lenovo disponibiliza ferramenta para remoção automática do Superfish

O Superfish deixou os mares da Lenovo agitados nessa semana. A descoberta do adware pré-instalado em alguns dos notebooks da empresa desgastou a imagem dela e, para não remar contra a corrente, a companhia tem feito esforços para se retratar. Além de prometer que suspendeu a instalação do software, a Lenovo disponibilizou também uma ferramenta para a remoção automática do Superfish.

Quem não quiser usar o Windows Defender, pode realizar o download do programa neste link. E, talvez prevendo que sua credibilidade para distribuir software não está em alta, a Lenovo disponibilizou, no mesmo link, instruções passo a passo para fazer a retirada manual do adware.

A Lenovo entrou em contato com o Adrenaline a fim de esclarecer seu posicionamento oficial sobre o assunto. O trecho abaixo vem do e-mail que recebemos:

"Na Lenovo, fazemos todos os esforços para entregar ótimas experiências de usuário para nossos consumidores. Sabemos que milhões de pessoas confiam em nossos dispositivos todos os dias e é nossa responsabilidade entregar qualidade, confiança, inovação e segurança para cada um dos consumidores. Em nossos esforços em melhorar a experiência do usuário, pré-instalamos uma parte de um software terceirizado, o Superfish (baseado em Palo Alto, na Califórnia), em alguns dos nossos notebooks para varejo.

- Continua após a publicidade -

Pensamos que o produto elevaria a experiência de compra, como pretendido pelo Superfish, porém o software não atendeu nossas expectativas ou as dos consumidores, de quem recebemos reclamações sobre o programa. Agimos rapidamente e decisivamente uma vez que essas preocupações surgiram. Nos desculpamos por termos causado qualquer preocupação para qualquer usuário por qualquer razão – e estamos sempre tentando aprender com as experiências e melhorar o que fazemos e como fazemos.

Nós encerramos as pré-instalações no começo de janeiro. Fechamos as conexões de servidor que possibilitaram o software (também em janeiro), e estamos provendo recursos online para ajudar usuários a remover esse software. Finalmente, estamos trabalhando diretamente com o Superfish e outros parceiros da indústria para garantir que cuidemos de qualquer questão possível de segurança, agora e no futuro."

A empresa reitera que nenhum notebook ThinkPad recebeu o Superfish e nos ofereceu também uma lista dos modelos que podem ter o adware. Confira se o seu notebook é um destes:

Série G: G410, G510, G710, G40-70, G50-70, G40-30, G50-30, G40-45, G50-45
Série U: U330P, U430P, U330Touch, U430Touch, U530Touch
Série Y: Y430P, Y40-70, Y50-70
Série Z: Z40-75, Z50-75, Z40-70, Z50-70
Série S: S310, S410, S40-70, S415, S415Touch, S20-30, S20-30Touch
Série Flex: Flex2 14D, Flex2 15D, Flex2 14, Flex2 15, Flex2 14(BTM), Flex2 15(BTM), Flex 10
Série MIIX: MIIX2-8, MIIX2-10, MIIX2-11
Série  YOGA: YOGA2Pro-13, YOGA2-13, YOGA2-11BTM, YOGA2-11HSW
Série E: E10-30

- Continua após a publicidade -

Software para remoção do Superfish.

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.