Presidente da Motorola diz que Apple cobra preços absurdos

Se tem uma coisa que está muito clara para todo mundo Â– e nós fizemos questão de reforçar em nossas análises de iPhone 6 e iPhone 6 Plus Â– é que a Apple cobra um valor muito alto nos seus aparelhos. Quem se juntou a nós nessa crítica foi Rick Osterloh, o presidente da Motorola.

Em entrevista à BBC, Osterloh criticou a Apple por cobrar preços que, como ele próprio diz, são "absurdos". Isso que a diferença entre o Moto X 2ª geração (US$ 400) e o iPhone 6 (US$ 650) lá fora é de US$ 250 (R$ 715). Aqui no Brasil, o Motorola Moto X 2ª geração custa R$ 1,5 mil, enquanto o iPhone 6 sai por R$ 3,5 mil. Ou seja, a diferença sobe para R$ 2 mil.

Mas essa crítica não veio de maneira tão gratuita quanto pode parecer. Acontece que, num perfil divulgado na revista New Yorker nessa semana, o chefe de design da Apple, Jony Ive, criticou a maneira como a Motorola lida com a parte visual de seus aparelhos. "A sua proposição de valor era: 'Faça-o do jeito que quiser. Você pode escolher a cor que desejar.' E eu acho que isso é abdicar da sua responsabilidade como designer", criticou Ive.

A Motorola não é citada diretamente em nenhum momento da entrevista, mas fica claro que ele estava se referindo ao MotoMaker, que permite que os usuários customizem vários detalhes do smartphone antes de comprá-lo.

{via}Cnet|http://www.cnet.com/news/motorola-president-says-apple-charges-outrageous-prices/{/via}

- Continua após a publicidade -

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.