Apple é processada por tentar roubar tecnologia contratando engenheiros de outras empresas

A Apple está sendo processada por "poaching", a tentativa de contratar funcionários que trabalham em outras empresas para se apropriar do conteúdo intelectual desenvolvido por elas. Segundo uma publicação do New York Times, a empresa A123, especializada na criação de grandes baterias de lítio-ion está processando a criadora dos iPhones de "roubar" seus empregados.

Segundo o processo, a gigante da maçã estaria contratando engenheiros de alto valor para trabalhar em um projeto de bateria "similar, senão idêntico" ao da A123. No arquivo enviado ao tribunal, a empresa declara que isso é uma brecha da cláusula do contrato de não-concorrência entre as companhias. 

Recentemente, um número de publicações e rumores começaram a circular sobre a Apple em relação ao desenvolvimento de um carro elétrico. Os textos vão de veículos aparentemente auto-pilotáveis, empregados afirmando que a empresa quer competir com a Tesla Motors e publicações de executivos da área automobilística afirmando que a empresa está determinada a entrar neste mercado.

Parte das razões que levariam a Apple a cometer o poaching seria o interesse em ter uma bateria durável o suficiente para fornecer energia para um carro elétrico. A empresa possui boa reputação no quesito de duração de bateria para seus aparelhos devido à otimização de software e hardwares bem desenvolvidos. Entretanto, a situação pode ser diferente no que tange a área de veículos, um espectro totalmente novo para a companhia.

A Apple ainda precisa responder publicamente ao processo. A A123 não emitiu mais comentários sobre o assunto. Entretanto, todo o incidente parece reforçar a noção de que a empresa está construindo um carro elétrico.  

{via}Neowin|http://www.neowin.net/news/apple-sued-for-poaching-auto-engineers-and-battery-experts{/via}

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.