Apple mandou fabricar até 6 milhões do seu smartwatch para vender após o lançamento, diz jornal

A Apple espera vender entre 5 e 6 milhões do seu smartwatch nos primeiros três meses após o lançamento. A informação foi divulgada ao The Wall Street Journal pela Quanta Computer, empresa responsável pela fabricação do Apple Watch que já recebeu o pedido para produzir esse número de relógios. Metade das unidades seria do modelo Sport, que é o de entrada. Cerca de 20% seria Watch Edition, que é o topo de linha, e o restante do modelo intermediário.

Revelado em setembro do ano passado, o Apple Watch vai ser lançado oficialmente em abril, de acordo com o próprio CEO da Apple Tim Cook. O modelo Sport vai custar US$349,00 e o valor das outras versões não foi anunciado. A demora no lançamento do relógio pode ser por dois motivos: uns dizem que a Apple esteve aprimorando algumas funções do Watch, principalmente a duração da bateria. A empresa promete autonomia de 19 horas. Outro motivo seria uma espera proposital da companhia para ver como o mercado reagiria aos smartwatches, já que já temos alguns dispositivos com Android Wear no mercado. Que, por sinal, vendeu apenas 720 mil unidades no ano passado.

O smartwatch traz uma série de funções, como abrir aplicativos, monitorar o usuário através de um conjunto de sensores. "Pegamos o iPhone, encolhemos a interface e colocamos em seu pulso", explica Cook. o Apple Watch chega em dois tamanhos. Dentro da tendência do monitoramento de esportes, os múltiplos sensores do Watch são capazes de medir batimentos cardíacos e monitorar a posição através e um GPS, tudo para alimentar aplicativos de fitness em seu smartphone.

A interação com o modelo pode ser feito através de botões da lateral, sendo um no formato "coroa digital", um formato clássico dos relógios convencionais. A tela sensível a toques é capaz de perceber diferença de pressão nos comandos, e também será possível controlar o aparelho através de comandos por voz com a Siri. Para quem está preocupado com a proteção da tela, a tela  de cristal safira não apareceu no iPhone 6, e sim neste modelo.

O Watch não é independente: precisará de um iPhone para sincronizar as informações e operar corretamente, sendo que é compatível com os modelos iPhone 5, 5S, 5C e os recém-lançados iPhone 6 e 6 Plus. O carregamento será sem fio, através de indução, e ele será compatível com o sistema de pagamentos Apple Pay.

{via}The Wall Street Journal|http://blogs.wsj.com/digits/2015/02/17/apple-orders-more-than-5-million-watches-for-initial-run/?mod=wsj_nview_latest{/via}

Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.