Novo padrão HTTP 2.0 promete carregar as páginas da web mais rápido e com mais segurança

O Protocolo de Transferência de Hipertexto (o conhecido e extremamente utilizado HTTP) foi criado junto com o HTML em 1989, pelo cientista Tim Berners-Lee, o criador da web como conhecemos hoje. Utilizado pela primeira vez em 1991, o protocolo não ganha uma revisão desde 1999, quando foi introduzida a sua versão 1.1.

Isso está para mudar com a chegada do HTTP 2.0, algo que deve acontecer em breve. O padrão foi formalmente aprovado, de acordo com Mark Nottingham, presidente do IETF HTTPBis Working Group. O IETF significa Força-Tarefa de Engenharia da Internet, que é uma comunidade internacional e aberta que trabalha pela evolução da arquitetura da web.

O HTTP coordena como um navegador se comunica com o servidor na hora de carregar uma página da internet. O grande objetivo do grupo com o HTTP 2.0 é fazer com que as páginas carreguem mais rápido. Ele é baseado no SPDY, um protocolo criado pela Google em 2009, e que é utilizado em Chrome, Firefox, Internet Explorer, Opera, Amazon Silk e Safari.

Entre os principais recursos do SPDY (e do HTTP 2.0) está o "multiplexing". O que ele faz é permitir que vários pedidos de transferência de dados compartilhem a mesma conexão entre um navegador e um servidor da web através da internet. Esses pedidos demandam muitos recursos de computação, e organizá-los dessa maneira garante mais agilidade na navegação.


 Nada ilustra internet tão bem quanto um computador soltando "poderzinhos" (é tipo o Ananias para hackers)

A nova versão do protocolo também deve trazer grandes mudanças na segurança, com a adição de encriptação. O SPDY já requer uma tecnologia de encriptação chamada TLS. "Para a navegação cotidiana na web, servidores HTTP 2.0 precisarão usar o TLS, se eles quiserem funcionar com a maior parte dos navegadores", explica Mark Nottingham. Ou seja: na prática, é bem provável que o HTTP 2.0 acabe funcionando como a versão mais segura do HTTP, chamada de HTTPS Â– ao menos em termos de segurança.

- Continua após a publicidade -

{via}Cnet|http://www.cnet.com/news/web-standard-promising-faster-page-loads-wins-approval/{/via} 

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.