NSA usa sofware que se esconde no disco rígido para espionagem mundial, revela Kaspersky

[+update]: A Kaspersky entrou em contato com nossa equipe, alertando para um equívoco da parte dos jornalistas. O comunicado oficial é o seguinte:

 Â“Nós não podemos confirmar as conclusões a que os jornalistas chegaram. Os especialistas da Kaspersky Lab trabalharam na análise técnica do malware do grupo, e nós não temos provas irrefutáveis para atribuir os ataques do grupo Equation a nenhum país ou organização ou para falar sobre sua origem. Com grupos tão habilidosos quanto o Equation, erros são raros, e fazer atribuições é extremamente difícil. Contudo, nós realmente vemos uma conexão próxima entre os grupos Equation, Stuxnet e Flame”

- Kaspersky Lab

Para não ficar dúvidas, também nos foi enviado o relatório completo da divulgação da Kaspersky, que vocês podem conferir na íntegra neste link

[Texto original+]:A empresa russa de segurança na internet Kaspersky revelou um software espião que se esconde dentro de discos rígidos feitos pelas empresas Western Digital, Seagate, Toshiba, Samsung e outras marcas renomadas. O software foi desenvolvido pela NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos) e estava sendo usado para obter informações em mais de 30 países. 

Especialistas da Kaspersky afirmaram que o software espião podia ser utilizado para infectar milhares de computadores no mundo todo, dando a possibilidade de roubar arquivos e tomar o controle da máquina. Porém, a proliferação do programa foi controlada e apenas alguns computadores em especial eram espionados.

- Continua após a publicidade -

Segundo a Kaspersky, os países mais infectados com o software são Irã, Rússia, Paquistão, Afeganistão, China, Mali, Síria, Iémen e Argélia. O programa tem como principal alvo computadores de órgãos de governos, instituições militares ou de telecomunicação, bancos, companhias de energia, de pesquisa nuclear e grupos do Estado Islâmico.

A companhia russa não revelou o nome do país por trás das espionagens, mas afirmou que o software espião tem ligação com o Stuxnet, arma cibernética usada pela NSA para atacar fábricas de enriquecimento de urânio iranianas.

Em entrevista à Reuters, um ex-funcionário da NSA afirmou que a análise da Kaspersky está correta e que existem pessoas dentro da agência que gostam de utilizar esse tipo de software. Outro funcionário afirmou que a NSA desenvolveu a técnica de esconder programas em discos rígidos. 

Segundo o pesquisador da Kaspersky Costin Raiu, os desenvolvedores do software espião tinham acesso ao código fonte das companhias que fabricam discos rígidos. O código serve como um mapa, que mostra vulnerabilidades que deixam a invasão mais fácil. 

- Continua após a publicidade -

Para uma empresa fazer negócio com o governo norte-americano ou vender produtos para o Pentágono, por exemplo,  é necessário fornecer o código fonte para a Agência de Segurança Nacional. De acordo com ex-agentes, a NSA também pode obter o código fonte de outras formas, como pedir diretamente para as fabricantes se passando por uma firma de desenvolvimento de programas.

O porta-voz da Western Digital, Steve Shattuck, disse que "a empresa não entrega seus códigos para órgãos do governo". A Seagate se pronunciou dizendo que possui "medidas de segurança para evitar adulterações como engenharia reversa em seus firmwares e outras tecnologias". As outras fabricantes não se pronunciaram sobre o assunto.

A Kaspersky é uma das empresas de segurança mais respeitadas no ramo e, atualmente, vem revelando esquemas de espionagens e roubos  cibernéticos de grande porte, como a quadrilha de hackers que roubou mais de US$1 bilhão em 30 países. 

{via}Reuters|http://www.reuters.com/article/2015/02/17/us-usa-cyberspying-idUSKBN0LK1QV20150217{/via} 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.