Saem os primeiros benchmarks do Snapdragon 810 - chip compete com o Exynos 5433 e o Tegra K1

O Anandtech conseguiu colocar suas mãos no mais novo chip topo de linha da Qualcomm, o Snapdragon 810, e realizou uma bateria de testes e benchmarks para ver como a performance do chip se compara aos já presentes no mercado, como o Exynos 5433 e o Tegra K1. Os gráficos de performance vão desde a navegação na interface do sistema até a GPU, com resultados bastante variados.

CPU e Memória

O novo SoC é um ARM Cortex A57 e A53, com arquitetura de 20nm muito próxumo do Exynos 5433, mas LPDDR4, enquanto o chip da Samsung ainda usa o LPDDR 3. Para os testes, o Anandtech usou o tablet referência da Qualcomm (MDP).

No teste da esquerda, o Snapdragon 810 mostrou uma performance comparável a modelos top de linha, ganhando por pouco iPad Air 2 e ficando quase nada atrás do Google Nexus 9. No teste do WebXPRT, mostrado à direita, no entanto, houve uma grande perda de performance. O novo SoC ficou próximo do bem mais velho 801 e muito atrás do Exynos. Segundo o Anandtech, não foi possível repetir este teste múltiplas vezes para uma conclusão mais precisa, e o site aponta para a possível presença de algum problema como "thermal throttle".

A performance do chip, entretanto, desaponta mais nos testes de memória. Com uma LPDDR4 em 1.555MHz, ele deveria ter ganhos mais relevantes em relação ao LPDDR3 em 825MHz do Exynos 5433, o que não acontece. Neste caso, o site aponta para uma possível anomalia nos resultados do teste, e afirma que só quando chegarem os produtos finais para os consumidores poderemos ter certeza.

- Continua após a publicidade -

Os testes abaixo, de sistema e "geral", foram feitos no Basemark OS II 2.0 e mostram resultados um tanto misturados.

Enquanto no teste de sistema o MDP com o Snapdragon 810 só não perdeu para o Nexus 9, na pontuação geral ele se colocou muito bem, ficando em segundo lugar, atrás apenas do iPad Air 2. O Anandtech alega que estes resultados talvez sejam os reais culpados pela possível desistência da Samsung em incorporar o novo chip da Qualcomm ao Galaxy S6. Apesar de não ter feito testes específicos de aquecimento, o site alega que não há "nenhum problema óbvio com calor ou performance, mas há nitidamente espaço para mais otimizações para os dispositivos finais destinados aos consumidores".

"Nenhum problema óbvio com calor ou performance, mas há nitidamente espaço para mais otimizações para os dispositivos finais destinados aos consumidores".

- Continua após a publicidade -

GPU

Os testes da GPU foram feitos no já consagrado 3DMark. O novo SoC estreia a Adreno 430, que a Qualcomm promete ser até 30% melhor que sua antecessora, a Adreno 420, mesmo com as duas clockadas em 600MHz. O primeiro teste, entretanto, mostra um ganho de até 65% em relação à anterior, ficando atrás apenas de dispositivos que contam com o Tegra K1, da Nvidia.

Segundo o Anandtech, porém, gráficos lisos com resolução de 4K ainda não são uma realidade para a Qualcomm, como mostram os resultados "onscreen" do GFXBench 3.0. Testes "offscreen", porém, não decepcionaram.

A conclusão do site é que o chip apresenta um ganho relevante na performance, principalmente na parte da GPU, seu maior foco. A resolução 4K continua fora do alcance para o chip e ele não ficar tão na frente assim da sua concorrência, mas pelo menos, segundo a interpretação do Anandtech, problemas com superaquecimento não apareceram. Por fim, a memória dele parece um pouco preocupante, mas se eles forem mesmo uma anomalia do benchmark, o SoC escapa desse problema.

{via}Anandtech | http://www.androidauthority.com/qualcomm-snapdragon-810-benchmark-no-overheating-587303/{/via} 

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.