Ministério da Saúde usa contas falsas no Tinder para alertar sobre a AIDS

No final do ano passado, o Ministério da Saúde divulgou uma preocupante estatística: nos últimos 10 anos, o número de novos casos de AIDS entre jovens que possuem de 15 a 24 anos cresceu 32% no Brasil. Isso levou o governo brasileiro a fazer uma campanha bem inusitada, onde contas falsas no Tinder foram utilizadas para alertar sobre os riscos do vírus HIV e sua prevenção.

Os perfis, que já foram desativados, são de homens e mulheres jovens, na faixa dos 25 anos de idade. Eles usaram fotos de pessoas atraentes, que dizem estar atrás de sexo casual, mas sem o uso de camisinha. Uma das contas falsas era de uma mulher chamada Alana, que diz em sua descrição: "quero conhecer homens e mulheres para sexo sem compromisso e, de preferência, sem camisinha".

Só que, quando alguém desliza para a direita e dá "match" com esse perfil, a primeira saudação é uma mensagem do tipo: "E aí, curte sexo sem camisinha?". Dependendo do que a pessoa responder, ela depois recebe uma variação da mesma resposta padrão:

"Boa! É difícil saber quem tem HIV. Se divirta, mas se proteja. Essa é uma ação do Ministério da Saúde. Pense nessa dica e #PartiuTeste! ;)". Isso se a resposta foi algo do tipo "não, prefiro sexo com proteção". Se a pessoa disser que aceita sexo sem camisinha, a resposta do perfil falso começa a mensagem com um "Olha...".

- Continua após a publicidade -

É de se imaginar que os perfis receberam muitos xingamentos, mas o Ministério da Saúde também conseguiu achar umas respostas positivas, e as divulgou (veja na imagem no final do texto).

Quem não ficou feliz com a ação foi o Tinder, que disse que iria desativar as contas. "Vocês não estão autorizados a fazer anúncios por meio do Tinder", escreveu Rosette Pambakian, executiva de comunicação do aplicativo, em sua conta no Twitter. Porém, o Ministério da Saúde garante que elas já foram desativadas antes da divulgação da campanha. Desde então, a mensagem de Rosette foi deletada.

A campanha também mirou o Hornet, que é mais popular entre os gays. Além disso, a ação também teve uma parte conduzida no "mundo real", onde programas de conscientização criados em bares e clubes noturnos atingiram cerca de 2 mil pessoas, segundo o Ministério da Saúde. "Hoje, não podemos falar de grupo de risco", explica o ministro da Saúde, Arthur Chioro. "Todas as pessoas com vida sexual ativa são vulneráveis. Daí a importância de usar a camisinha e se testar".

{via}Folha de S. Paulo|http://www1.folha.uol.com.br/tec/2015/02/1588368-campanha-de-prevencao-a-aids-cria-rusga-entre-ministerio-e-tinder.shtml{/via}

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.