Firma de advocacia dos EUA consulta usuários para processar Nvidia por causa da GTX 970

A firma de advocacia estadunidense Bursor & Firsher, P.A. está enviado e-mails para pessoas que potencialmente tenham comprando a placa de vídeo GeForce GTX 970, da Nvidia. A GPU foi centro de uma gigantesca polêmica recentemente, por causa da maneira com a companhia resolveu dividir sua memória.

Artigo: Entenda a divisão de memórias da GeForce GTX 970 e o motivo que levou a Nvidia a fazer isso

Além disso, a empresa efetivamente divulgou especificações incorretas para a placa de vídeo, que tem menos ROPs e cache L2 do que o marketing da Nvidia havia informado anteriormente. A GTX 970 tem, na verdade, 56 ROps e 1792 KB Cache L2, quando inicialmente havia sido anunciado que ela tinha 64 ROPs e 2048 Cache L2.

Se aproveitando disso, os advogados resolveram ir atrás de pessoas que compraram a GPU. Vários usuários receberam um e-mail da firma de advocacia, que está está conduzindo uma investigação sobre o assunto. Ele pergunta se a pessoa comprou uma GTX 970, e explica a situação. No final, os advogados dizem que buscam uma discussão com os usuários para saber como está o desempenho da placa para eles.

{fonte}Guru3D|http://www.guru3d.com/news-story/lawyers-homing-in-on-nvidia-after-gtx-970-memory-allocation-claims.html{/fonte}

- Continua após a publicidade -

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.