Gigabyte lança a H97M-Gaming 3, primeira placa-mãe gaming produzida no Brasil

A Gigabyte lançou hoje a primeira placa-mãe gaming produzida no Brasil, a H97M-Gaming 3. O modelo integra a linha G1 Gaming Série 9 e traz suporte aos processadores Intel Core de 4ª e 5ª geração, a CrossFire com duas placas de vídeo, além dos recursos e utilitários da Gigabyte, como a tecnologia de áudio GIGABYTE AMP-UP, Killer E2200 Gaming Networking, DualBIOS, EasyTune e Cloud Station.

De acordo com a empresa, o lançamento vem para suprir uma demanda local, já que, até então, os consumidores que desejavam uma placa com características gamers procuravam pelo produto no exterior e pagavam um alto preço. A H97M-Gaming promete alto desempenho a um valor mais acessível. Atualmente ela já pode ser encontrada com preços pouco acima de R$500, possivelmente ainda em versão importada. Não foi informado qual o preço da versão "nacionalizada" e se, realmente, ela terá custo inferior à importada.


No tamanho Micro ATX, a placa vem com quatro sockets para até 32GB de memória DDR3, uma porta DVI-D, uma HDMI e uma DisplayPort. Além disso, há um slot PCI Express x16 rodando a x16, outro slot PCI Express x16 rodando a x4 e dois slots PCI Express x1. A placa ainda vem com 6 conexões SATA de 6Gb/s, 6 portas USB 3.0 e 8 portas USB 2.0.

O Adrenaline esteve presente na fábrica onde a placa-mãe é produzida no Brasil e, em breve, vamos publicar com exclusividade um vídeo da linha de montagem do modelo. 

- Continua após a publicidade -

Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.