Imgur cria implementação que permite usuários criarem GIFs a partir de vídeos online

Se você é um daqueles usuários que tem vontade de criar gifs a partir de vídeos online e não entende nada das ferramentas de edição, bem, agora há uma alternativa: o serviço de webhosting Imgur acabou de implementar um recurso que converte vídeos online em GIFs. O resultado final é um novo formato de arquivo, o "GIFV", que repete a exibição em loop como num GIF convencional, porém ocupa menos espaço e exibe animações em qualidade superior.

Para utilizar a ferramenta, basta acessar a ferramenta "video to GIF" do Imgur e colocar a URL de algum upload do YouTube, Metacafe, Vimeo e até mesmo o Break.tv. No entanto, o recurso não está disponível para o Dailymotion. Após a seleção do vídeo, basta levar a barra até o trecho inicial e final da timeline do arquivo, limitando o espaço desejado para criar o loop.

Ainda assim, o recurso não é exatamente uma novidade. O YouTube já havia anunciado no ano passado que uma ferramenta própria para a criação de GIFs internos para compartilhamento já estava em produção e poderia ser acessado até mesmo em alguns canais. Entretanto, a tecnologia embutida do site não cria formatos específicos para os arquivos criados, mantendo o mesmo padrão de qualidade de um GIF convencional.

Embora a ferramenta do Imgur seja de fácil utilização, ainda há potencial para melhorias: a criação precisa de alguma compreensão de HTML se o usuário tiver interesse em embutir o gif em um fórum ou publicação de sites. Segundo uma publicação no blog dos desenvolvedores, o recurso também não está disponível para mobile no momento, deixando a criação de animações a partir de videos apenas para os usuários em desktop.

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2015/01/29/imgur-video-gif/{/via}

Assuntos
Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.