Plataformas de streaming terminam com downloads ilegais de música na Noruega

Na semana passada, uma pesquisa revelou que o streaming de música está ajudando a diminuir a pirataria no Brasil, mas na Noruega, os resultados foram muito surpreendentes: menos de 5% das pessoas de menos de 30 anos pirateiam músicas graças a popularização de plataformas como Spotify, Rdio e Deezer.

Cinco anos atrás, o número de pessoas baixando músicas ilegalmente era de 80%. Os números de filmes e programas de TV pirateados no país também diminuíram. Em 2009, 125 milhões de filmes eram pirateados no país. Atualmente, o número caiu para 50 milhões.

O streaming de música já é o principal meio de áudio entre os jovens noruegueses. Segundo a pesquisa, 80% das pessoas com menos de 30 anos utilizam plataformas de streaming para ouvir música.

A batalha entre a pirataria e as novas tecnologias é bastante acirrada. Enquanto o streaming de música está erradicando a pirataria da área, programas como o Popcorn Time são uma ameaça para os negócios de empresas como Netflix e HBO.

{via}Torrent Freak|https://torrentfreak.com/unprecedented-music-piracy-collapse-fails-to-boost-revenues-150126/{/via}

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Em jogos single-player como Resident Evil Village, você prefere:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.