Usuários reclamam do uso de memória da GeForce GTX 970 e Nvidia explica a situação

Nos últimos dias, alguns donos de GPUs GeForce GTX 970 com 4 GB de Vram  têm reclamado do uso de memória da placa de vídeo. De acordo com um tópico no fórum OverClock.net, a placa estaria usando apenas 3.5 GB em situações onde a GTX 980, por exemplo, utilizava todos os seus 4 GB.

Isso seria algo bem estranho, considerando que ambas as GPUs utilizam o chip GM 204, e que as especificações no site da Nvidia dizem que as placas utilizam exatamente as mesmas memórias: 4 GB de Vram GDDR5 com barramento 256-bits rodando a 7 GHz. Ou seja, teoricamente, elas não deveriam alocar memória de maneira diferente.

Outra coisa que devemos levar em conta nessa situação é a maneira como a memória das placas de vídeo é acessada. Um dos motivos que levam as fabricantes como Nvidia ou AMD a projetar grandes barramentos em anel e múltiplos controladores de memória é para que se obtenha as mesmas latências durante o seu uso.

No final do texto, confira a versão tl;dr (muito longo; não li) 

Ou seja: o acesso aos primeiros 500 MB de Vram deveria acontecer na mesma velocidade do que o acesso aos últimos 500 MB. Mas não é isso que este benchmark mostra. Nele, percebe-se que a GTX 970 tem desempenho constante até alcançar a marca de 3.2 GB utilizados. A partir daí, a memória começa a ser acessada de maneira mais lenta. Enquanto isso, a GTX 980 mantém praticamente a mesma velocidade durante todo o processo.

- Continua após a publicidade -

Um ponto importante desta história é o teste (do parágrafo acima) que todos estão utilizando como prova de que os últimos 0.5 GB de memória são mais lentos do que os 3.5 GB. Chamado de Nai's Benchmark, ele foi criado para ser utilizado em placas Tesla, que não possuem saída de vídeo. Portanto, ele só funciona em headless mode (sem nenhum monitor ligado na placa) e acaba não reconhecendo toda a memória, de acordo com a Alexandre Ziebert, do marketing técnico da Nvidia. Com isso, ele acaba dando como resultado uma velocidade menor na última parte dos testes.

A GTX 970 utiliza uma configuração de Streaming Multiprocessors (SM) diferente da que foi incluída na GTX 980

 

De acordo com comunicado da Nvidia, a GTX 970 utiliza uma configuração de Streaming Multiprocessors (SM) diferente da que foi incluída na GTX 980. "Para otimizar o gerenciamento do tráfego de memória, nós segmentamos a memória gráfica [da GTX 970] em segmentos de 3.5 GB e 0.5 GB", explica o comunicado da Nvidia,

A empresa continua, dizendo que a GPU tem maior prioridade para acessar a seção de 3.5 GB. Portanto, quando um jogo exige menos do que essa quantidade, a placa de vídeo vai acessar apenas este segmento. Isso faz com que aplicativos de terceiros reconheçam apenas o uso de 3.5 GB de Vram na GTX 970, mas exibam que a GTX 980 está utilizando mais memória, mesmo que em situações parecidas. Quando o jogo requer mais do que 3.5 GB, a companhia diz que a GPU utiliza ambos os segmentos.

"Nós entendemos que existem alguns questionamentos sobre como a GTX 970 vai se sair quando ela acessa o segmento de memória de 0.5 GB", explica a Nvidia. A melhor maneira de testar isso é olhar o desempenho em games, comparando a GTX 980 e a 970 num game que usa menos de 3.5 GB. Depois, aumentar as configurações até que esse jogo peça mais do que 3.5 GB e comparar o desempenho de novo". É isso que a empresa fez, e os resultados podem ser vistos na tabela abaixo.

- Continua após a publicidade -

De acordo com os testes da empresa, o desempenho de Shadow of Mordor é 24% menor quando a GTX 980 utiliza mais de 3.5 GB de memória, em comparação com configurações onde a placa de vídeo utiliza menos do que isso. Na mesma situação, a GTX 970 perdeu 25% de desempenho. Ou seja, não há grandes diferenças entre a perda de desempenho das placas de vídeo, segundo a Nvidia. O resultado é parecido nos outros 2 testes, com Battlefield 4 e Call of Duty: Advanced Warfare.

É importante notar que a queda no desempenho é causada pela maior quantidade de detalhes nesse cenário, que inclui maior resolução, mais filtros e outros efeitos. O maior uso de memória acaba sendo uma consequência disso tudo.

Ziebert complementa essa explicação, dizendo que, de fato, a GTX 970 perde um pouquinho mais de desempenho do que a 980. Só que a diferença não é nada absurda, e fica na casa de 1% ou 2%. Ou seja, mesmo usando mais de 3.5 GB, o desempenho segue dentro do que podemos considerar esperado, ao menos segundo os testes da própria Nvidia.

O que o pessoal do Anand Tech aponta, porém, é que esse comunicado é uma versão simplificada da explicação, que carece de muitos detalhes técnicos. Só que, conhecendo a Nvidia, é provável que essa não seja a última declaração deles sobre esse assunto em particular.


Versão tl;dr (muito longo; não li)

Se tem uma coisa que os nossos testes nas análises de Gigabyte GTX 970 G1 Gaming e MSI GeForce GTX 970 Gaming 4G mostraram é que os modelos se dão muito bem com praticamente todos os jogos em quase todas as configurações disponíveis. Muito do que se fala sobre a placa de vídeo ainda é especulação, e não temos uma resposta concreta para saber se essa diferença na alocação de memória faz diferença significativa em situações específicas de determinados jogos.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.