By Rbuass: Será que a GTX 960 é tudo isso?

Já conferiu nossa análise da GTX 960? Quer uma outra opinião, agora de um overclocker profissional? Ronaldo Buassali, o Rbuass, é um brazuka que já faturou várias competições de overclock no exterior (e que, para muita gente, dispensa esta nossa apresentação). Confere aqui abaixo a visão de Rbuass sobre este novo lançamento da Nvidia.

Análise: MSI GeForce GTX 960 Gaming 2G 


ATUALIZAÇÃO 26/01/2014: Foi adicionado um novo vídeo ao artigo explicando alguns detalhes referentes a GTX 960.

 

- Continua após a publicidade -

Será que a GTX 960 é tudo isso?

Olá Amigos!

Finalmente podemos mostrar os resultados dos testes com a GTX 960, pois acabou-se o embargo para ela. Este vídeo, bem como seu respectivo arquivo, será postado pelo Adrenaline com exclusividade, e provavelmente sairá também no UOL Jogos. Procuramos sintetizar todas as informações para que o vídeo não ficasse muito longo e os detalhes de sua realização encontram-se abaixo:

Condições de Temperatura: Temperatura ambiente 25 °C

Podemos considerar a diferença relacionada ao TDP e consumo da GTX 960 em torno de 45 W a 60W , provenientes do PCI-Express. 

- Continua após a publicidade -

Foram escolhidos sete testes para dar boa abrangência aos requisitos de jogos (Fire Strike Extreme, Battlefield 4, Metro Last Light, Thief, Crysis 3, Far Cry 4 e Watch Dogs), sendo que foram realizadas quatro tomadas de cada um, e o resultado é a média aritmética desses.

Todos os testes foram realizados após reinicialização, com os estados de economia de energia desabilitados, sem nenhum aplicativo desnecessário sendo executado.

Todos os testes, salvo os benchmarks de tempo determinado, foram corridos por 120 segundos, na mesma situação (cenários e condições), para tornar confiável o resultado final.

A configuração escolhida foi a resolução 1920 x 1080 (Full HD), na qualidade máxima, com os filtros de textura e adjacentes de acordo com essa pré-definição (sem alterações).

O driver utilizado foi o Nvidia Gefore 347.25, com todas as configurações no padrão original, e para o modelo AMD, Catalyst Omega 14.12;

Foi escolhida esta resolução por ser a mais utilizada no Brasil, e não foram utilizadas outras,  para não estender ainda mais o vídeo (cada configuração modificada acrescentaria 28 resultados extras, por exemplo, alterar o “Anti Aliasing”, utilizar “1920 x 1200”, ou rodar os testes em “Medium”).

É importante saber que resoluções e/ou qualidade e texturas diferentes, podem alterar significativamente os resultados.

De acordo com nossa experiência, os testes escolhidos, bem como suas características (engine, iluminação volumétrica, tesselação, etc), tornam bastante confiáveis as informações por sua abrangência.

Outro detalhe é que a GTX 960 é um lançamento, e deve ter sua utilização otimizada por novos drivers e correções. 

Equipamento de medição e controle:
- Tektronics TDS 2012C Oscilloscope
- Stingray DS1M12 Easyscope USB
- Fluke Clamp Meter 317
- Fluke 87V Multimeter True RMS
- Fluke 117 Multimeter True RMS
- PCI Ex 16X Extender Adexelec
- FLIR E5 Thermal Imager
- Sunmoon ATE 5500 Active loader

Máquina de testes:
- Placa mãe ASUS Z97 Pro Gamer
- Memórias DDR3 Vengeance Pro 2133 2 x 4GB
- Fonte AX1500i
- Processador 4770K stock 3700 Mhz
- Cache 3900 (NB)
- SSD Corsair Neutron 480GB
- Corsair H100i
- Monitor Philips 242G5 144 Hz – 1920 x 1080 Full HD

Placas de vídeo utilizadas
- Geforce Galax GTX 960 EXOC HOF
- Geforce Galaxy GTX 760 OC Mini
- Geforce Galax GTX 970 EXOC
- AMD Radeon Sapphire R9 285 DualX OC

Detalhes da GTX 960
- GPU Maxwell - 1203 Mhz @ 1266 Mhz (Boost)
- GDDR5 Samsung - 2048 MB – 128 Bit
- Sistema de alimentação de 6 fases (5 + 1)
- Ripple (max) em full load  8mV
- Tmax. das fases de alimentação 59.6 °C
- Furmark (Full Load) – 189,8 W requisição de 5.29 A X 11.97 V = 63,32 W
- Furmark (Full Load)  - (OC) 192,1W  6,70 A x 11,96V = 80,1 W
- Temp. Máxima 70 °C (fan 48 %)
- Eficiência da AX1500i ~ 190W = 92,0 %
- Consumo Real ~ 172W a 179W (OC)
- Overclocking (Galax Xtreme Tuning sem tensão extra)
- GPU – 1564,6 Mhz / Memória 2103,3 Mhz
- Temp. max (OC) 52 °C  a 100% (fan)

Abaixo algumas fotos da GTX 960 da Galaxy utilizada nos testes:

Comentários:

A placa tem uma excelente performance para sua faixa de custo (deve chegar no Brasil abaixo de 1000 Reais). Também uma capacidade de overclocking bastante alta e excelente faixa de consumo.

Pode-se ter uma experiência de jogos bastante satisfatória, com baixo consumo e excelentes temperaturas.

Acreditamos que os resultados apresentados em conjunto com o vídeo podem dar uma excelente dimensão sobre esta nova placa.

Performance – excelente, para uma placa desta faixa de preços,  128 Bits e 2GB de memória. A tecnologia Maxwell surpreende também pela sua “elasticidade” e baixo consumo.

Seu desempenho é superior em relação à GTX 760, variando de acordo com os jogos e resoluções, porém trata-se seguramente de uma melhor opção que ainda deve ser melhorada com o amadurecimento de seus drivers.

Já em relação à GTX 970, mantém-se em uma linha notavelmente inferior. Talvez a GTX 970 seja a melhor placa lançada nos últimos tempos. Possui as melhores qualidades dentro as placas de sua categoria e em alguns casos é capaz de superar suas antecessoras com melhores características, porém sem o advento da tecnologia de seu chip.

Quanto à sua concorrente direta, a Radeon R9 285 recém-lançada pela AMD, munida de seu chip Tonga e um bus de memória maior (256 Bits), podemos dizer que ficam quase que emparelhadas, com uma pequena vantagem para o modelo da Nvidia. 

Porém, existem mais coisas envolvidas, como o uso do Mantle, que pode melhorar o desempenho das placas AMD em alguns jogos, ou do outro lado, o fato deste lançamento poder ter pela frente, otimizações e correções que o façam ser ainda melhor.

Esperamos que tenham gostado.

Nas telas abaixo, todos os testes com comparativos entre as placas utilizadas no artigo:


(Consumo de energia | 3DMark | Battlefield 4 | Crysis 3)


(Far Cry 4 | Mattle Last Light | Thief | Watch Dogs)

Ronaldo e sua equipe criaram um novo vídeo esclarecendo algumas dúvidas referente a GTX 960, confiram abaixo:

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.