Apple consegue expandir seu mercado na Coreia do Sul e incomoda a Samsung

A tela maior do iPhone 6 parece finalmente ter agradado os asiáticos, região em que a Apple não é tão forte quanto no ocidente (à exceção do Japão). Dados da Counterpoint Research, empresa de pesquisa de mercado, mostram que com o novo lançamento a empresa não só conseguiu novos clientes nos EUA e União Europeia, mas também em países como China e Japão, bem como na Coreia do Sul, casa da Samsung.

Na terra natal de sua concorrente, a maçã conseguiu mais do que dobrar sua presença no mercado, saltando dos 15% para os 33%, passando a LG e tornando-se a segunda maior presença no país. Quase toda essa expansão foi tirada da Samsung, que viu sua presença cair de 60% para 46% até o final do ano passado. O feito da Apple é um tipo de "recorde", como explicou Tom Kang, diretor de pesquisas da Counterpoint:

"Nenhuma marca estrangeira passou dos 20% em quota de mercado na história da indústria de smartphones da Coreia (do Sul). Ele sempre foi dominado pela líder global em smartphone, a Samsung. Mas o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus fizeram a diferença aqui, arranhando as vendas de phablets dos competidores."

Na China, a situação foi pior ainda para a Samsung, segundo as dados da empresa de pesquisas. A sul-coreana era a primeira no país até o ano passado, mas caiu para a quarta posição, com 9% do mercado. A Xiaomi tomou a posição, ficando com 18%, seguida pela Lenovo, com 13% e pela principal rival da Samsung no mercado mundial, a Apple, que alcançou o terceiro lugar na China com 12% de presença. 

- Continua após a publicidade -

{via}Wall Street Journal|http://blogs.wsj.com/digits/2015/01/20/apples-smartphone-sales-in-asian-markets-soar-counterpoint/?mod=WSJBlog{/via} 

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.