Startup cria robô com reconhecimento facial que serve como mordomo e conselheiro

A startup com base nos Estados Unidos Robotbase começou a arrecadar fundos no Kickstarter para dar vida ao projeto Personal Robot, um assistente pessoal robô que serve como mordomo, dá conselhos, ajuda no escritório, tira fotos e ainda sabe fazer café. A empresa pretendia arrecadar US$50 mil, mas já conseguiu o dobro do valor.

O Personal Robot possui um processador móvel Tegra K1 e tem uma tela redonda mostrando um rosto feminino, que reconhece expressões faciais e objetos de casa com conexões como Wi-fi, Bluetooth, ZigBee e Z-Wave, além de sensores que medem temperatura e umidade do ambiente. O robô interpreta a fala humana e também responde. No vídeo também é mostrado que o Personal Assistant também faz análise de dados e situações.

O CEO da Robotbase, Duh Huynh, levou um dos seus protótipos na CES 2015 e falou sobre a distância entre o projeto real e o que é mostrado no vídeo. " O vídeo não é uma demostração real. É o que você vai ver até o final do ano". Segundo Huynh, o principal chamativo do Personal Robot em relação aos outros assistentes pessoais robóticos é  o algorítmo de reconhecimento facial, vocal e de padrões.

A Robotbase pretende finalizar e começar a vender os primeiros modelos do Personal Robot no final de 2015, por cerca de US$2000 (R$5242).

{via}Mashable|http://mashable.com/2015/01/14/robotbase-personal-robot/{/via}

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.