Hackers destroem um projeto no Kickstarter que tirava sarro do líder norte-coreano

Ao que parece, os hackers simpatizantes com a Coreia do Norte não têm um senso de humor muito tolerante. Algumas semanas após a Sony cancelar temporariamente o filme A Entrevista, a desenvolvedora de jogos indie Moneyhorse Games suspendeu seu trabalho no seu shooter/paródia, Glorious Leader! O projeto contava com 570 apoiadores e até o momento do ataque havia financiado U$16.816, longe de sua meta necessária estabelecida, U$55 mil.

Segundo os desenvolvedores, os hackers destruíram os arquivos do jogo e bloquearam todo o acesso dos seus computadores, impossibilitando os avanços em seu projeto no Kickstarter. O game havia sido adiado inúmeras vezes e enfim havia encontrado uma comunidade de fãs engajada no projeto. Na última quinta-feira (15), os responsáveis pelo indie publicaram uma nota na página, explicando os eventos:

"Como muitos de vocês já estão sabendo, durante os feriados nós fomos invadidos por hackers de maneira similar à Sony. Os invasores destruíram os arquivos pertencentes ao [jogo] Glorious Leader! e demais outros projetos em desenvolvimento, além de bloquear o acesso aos nossos próprios computadores e site. Isso não poderia vir em momento pior, já que nos impediu de continuar com o Kickstarter. [...] Achamos que é hora de reavaliarmos nossa dedicação ao [jogo] Glorious Leader! Agradecemos aos fãs e apoiadores, e lamentamos desapontar dessa forma."

Nota publicada no Kickstarter do projeto Glorious Leader!

Embora não seja a primeira vez que a empresa receba um ataque, até então a Moneyhorse nunca anunciou "reavaliar" sua postura sobre continuar um projeto que encarou múltiplas ameaças. Os desenvolvedores do jogo, no entanto, não acusam o grupo hacker Guardians of Peace ou a equipe de cibersegurança norte-coreana pelo ataque, alegando que "não havia motivo" para acreditar que a ação fora coordenada com alguém relacionado à Coreia do Norte.

Glorious Leader! se trata de um jogo plataforma 16-bit para PC, em uma estrutura similar à Contra e Metal Slug, onde o protagonista era ninguém menos que o líder norte-coreano, Kim Jong Un. O game se passaria em várias cidades, incluindo Pyongyang, e o jogador mataria militares, tanques e demais oponentes defensores do "imperialismo americano". Estágios incluiriam um "pégaso norte-coreano", o Chollima (utilizado nas propagandas da Coreia do Norte), o ex-jogador de basquete Dennis Rodman e um estágio bônus no estúdio da Sony.

Confira abaixo o trailer do jogo:

- Continua após a publicidade -

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2015/01/18/north-korea-parody-game-hacked/http%3A%2F2F20152F182F{/via}

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.