Intel quer aumentar a participação de mulheres e minorias na indústria de tecnologia

A conferência da Intel na Consumer Electronics Show 2015 terminou com o CEO Brian Krzanich estabelecendo uma meta para a companhia. Preocupado com a discriminação dentro da indústria de tecnologia e games, ele disse que a empresa vai investir US$300 milhões na capacitação e treinamento de pessoal para que haja total representação de mulheres e minorias na Intel até 2020.

"Hoje eu estou anunciando a intenção da Intel de liderar, pelo exemplo, e convido toda a indústria de tecnologia para se juntar a nós. Estou anunciando a criação da Iniciativa para a Diversidade na Tecnologia."

"Não basta dizer que a gente apoia a diversidade e ter uma indústria que não representa totalmente as mulheres e minorias", disse Krzanich. "Isto vai ser difícil de alcançar, por isso estamos fazendo um investimento significante. Não é apenas um bom negócio, é a coisa certa a se fazer", conclui. Com essa iniciativa, a empresa pretende aumentar a diversidade no ramo da tecnologia.

Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.