Estudo aponta que maior parte do tráfego na "dark net" está relacionado a pornografia infantil

Segundo um estudo conduzido na universidade de Portsmouth, mais de 80% do tráfego na "dark net", ou internet obscura, é gerado por visitas a sites com conteúdo relacionado a abuso de crianças. O pesquisador Gareth Owen, responsável pela pesquisa, analisou por um período de seis meses os dados de tráfego para sites que utilizavam a tecnologia Tor, para descobrir quais eram os mais populares. O resultado foi apresentado no Chaos Computer Congress, na Alemanha.

Owen diz que sua visão inicial sobre a dark net era positiva, porém, os resultados do estudo mudaram sua compreensão sobre o assunto. Enquanto os sites com conteúdo pornográfico infantil correspondem apenas a 2% dos aproximadamente 45 mil links escondidos na internet obscura, o resultado apresentou que 83% das visitas "orgânicas" (desconsiderando tráfego de bots) iam direto a estes endereços.

O TorProject, responsável pela criação e manutenção do navegador Tor, publicou uma nota em resposta ao resultado da pesquisa, declarando que a informação levantada é inconclusiva, pois não há um número de sites constante.

"Há muita movimentação nos serviços ocultos, então a maioria dos sites caíram durante o período de avaliação. Os números só mostravam informações sobre sites que ainda estavam de pé muitos meses depois, o que pode significar tanto o acesso à pornografia infantil. Porém, também pode significar que tais páginas duram mais que outras."

Em relação à afirmação do TorProject, o pesquisador responde em entrevista à Wired:

Nós não conhecemos a causa dos grandes índices de visitação [de sites de pedofilia] e não podemos garantir que correspondem à visitas humanas. É preciso cuidado na hora de tomar conclusões sobre os resultados de pesquisas.

- Continua após a publicidade -

{via}Neowin|http://www.neowin.net/news/study-claims-that-most-dark-net-traffic-is-to-child-abuse-sites{/via}

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.