Google publica falha de segurança do Windows 8.1 antes de correção da Microsoft

O Project Zero, da Google, tem como objetivo rastrear vulnerabilidades em sistemas tão rápido quanto elas apareçam. Quando a equipe as encontra, ela reporta os bugs para os desenvolvedores de software, que daí têm até 90 dias para corrigi-los. Quando esse tempo acaba, os engenheiros da Google tornam a falha pública, mesmo que ela não tenha sido corrigida.

Foi isso que aconteceu com uma vulnerabilidade do Windows 8.1, descoberta em setembro pela equipe do Project Zero. A falha em questão permite que um invasor do sistema obtenha privilégios de administrador, que lhe daria acesso a funções mais sensíveis do sistema.

De acordo com a Microsoft, o invasor precisaria ter credenciais de login válidas, além de conseguir fazer o login de maneira local nas máquinas. A recomendação da empresa é de que os usuários mantenham um anti-vírus atualizado e o firewall ativado.

Mesmo assim, isso não significa que a falha é insignificante. Segundo a equipe do Project Zero, basta pensar no caso de um empregado de nível intermediário com alguma habilidade de programação e que esteja descontente com a empresa onde trabalha. Essa pessoa teria acesso físico aos computadores, e conseguiria fazer um grande estrago.

Até o momento, a falha ainda não foi corrigida. Porém, a Microsoft já anunciou que um patch para o Windows 8.1 está a caminho. Ainda não se sabe se outras versões do sistema operacional estão podem ser afetadas pelo mesmo bug. Para mais informações, veja a página completa do bug no site do Project Zero.

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2015/01/02/google-posts-unpatched-microsoft-bug/{/via} 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.