Governo indiano ordena bloqueio de GitHub, Vimeo e outros 30 sites

O governo indiano exigiu de seus servidores de internet e operadores mobile o bloqueio de 32 sites em nome de suas leis de censura. Sites como GitHub, Archive.org, Imgur, Vimeo, DailyMotion, Pastebin e outros nomes conhecidos fazem parte da lista, segundo o diretor do Centro para Internet e Sociedade da Índia, Pranesh Pakesh. O motivo, conforme o líder do partido político Bharatiya Janata, Arvind Gupta, é de que tais pÁginas contém conteúdo do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIS).

Segundo Gupta, os sites que cooperarem com o governo indiano e removerem os conteúdos do ISIS serão desbloqueados. Alguns websites acataram a exigência da Índia para terem acesso liberado novamente no país. Segundo o Times of India, as pÁginas não eram acessÁveis através do serviço 3G da Vodafone, embora foi possível conectar em três deles utilizando os serviços da empresa rival, a Airtel.

O governo indiano – assim como o russo – possui um histórico de tentativas de censura de conteúdo que soa "perigoso" para consumo da população. Gigantes da comunicação, como o Google e o Facebook, receberam processos em 2012 por não censurarem o acesso do povo indiano à informações "questionÁveis". E com questionÁveis, pode-se dizer tudo que for "eticamente dúbio", "grotescamente danoso", "difamatório" ou "blasfemo."

As consequências da censura prejudicam os planos do primeiro ministro indiano, Narenda Modi, que desejava promover o país como um destino para as empresas se desenvolverem – inclusive as que lidam com tecnologia de informação. Bloquear o GitHub, uma das maiores fontes de informações compartilhadas neste meio, é um gesto controverso que pode afastar as empresas interessadas em se instalar no país.

{via}TechCrunch|http://techcrunch.com/2014/12/31/indian-government-censorsht/{/via}

- Continua após a publicidade -

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.