Oficiais americanos dizem que a Coreia do Norte não teria condição de coordenar o ciberataque à Sony

Os oficiais americanos não acreditam que a Coreia do Norte esteja por trÁs dos ataques aos servidores da Sony. Segundo o governo dos Estados Unidos, o país não possui condições para lançar uma investida dessa por conta própria. A declaração vem logo após as acusações do FBI e até mesmo do presidente Barack Obama sobre os norte-coreanos serem os únicos responsÁveis pleo ataque, reclamando que "não podemos ter uma sociedade onde um ditador externo imponha a censura em outros locais no mundo."

Anteriormente, o FBI liberou uma anÁlise do malware e dos endereços de IP utilizados nos ataques aos servidores da Sony, que eram similares a um ciberataque anterior realizado pela Coreia do Norte em 2013. Entretanto, peritos em segurança levantaram a hipótese de que tais dados podem ter sido manipulados por hackers que desejam apontar a atenção ao país norte-coreano.

Apesar da declaração do governo americano, os investigadores agora estão analisando a possibilidade do país ter feito "um acordo" com outra nação para realizar o ciberataque. Segundo a agência de notícias Reuters, o FBI afirma que ainda não hÁ informação embasada o suficiente para apontar qualquer outro indivíduo como responsÁvel por esta investida.

O ataque nos arquivos da Sony Pictures deixou a empresa vulnerÁvel: não apenas foram roubados uma grande quantidade de arquivos pessoais, secretos e comprometedores, mas também derrubaram seus servidores internos e apagaram seu conteúdo.  

{via}Neowin|http://www.neowin.net/news/us-officials-say-north-korea-lacks-the-capability-to-conduct-the-cyber-attack-on-sony{/via}

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Já migrou pro Windows 11?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.