Google, Facebook e Twitter enfrentam as tentativas de censura da Rússia

Empresas americanas da internet, tais como o Facebook, Google e Twitter, estão em discussões com o governo russo, que deseja censurar todas as publicações sociais relacionadas à campanha da oposição. Essa não é a primeira vez em que o Kremlin pede a influências virtuais para acatar suas decisões, jÁ que a Rússia registrou inúmeras tentativas similares nos outros anos. Entretanto, essa é uma das poucas vezes que as empresas envolvidas não acatam ao regime.

Comícios para apoio à Alexei Navalny, o candidato oposto ao presidente Vladmir Putin, estão estabelecidos para os próximos meses, cujos convites estão organizados no Facebook, Twitter e Google+ com milhares de pessoas confirmando nos eventos. Isso, obviamente, preocupou as autoridades atuais no governo, que passaram a direcionar as solicitações para os maiores formadores de opinião na internet russa.

Após inicialmente concordar com as solicitações, o Facebook abriu uma votação pública sobre seu parecer em relação ao pedido do governo e rapidamente mudou sua decisão. A empresa envolveu seus advogados e deixou todas as pÁginas e conteúdos relacionados à oposição política russa totalmente sem censura. O Google e o Facebook também confirmaram receber solicitações de censura, mas o conteúdo continua disponível até o momento.

Essa solicitação corresponde à tentativa mais recente do Kremlin de controlar a internet e o acesso à informação do povo russo. Os ataques de Putin à liberdade de comunicação jÁ fez com que o Google fechasse seu escritório no país para evitar invasão em arquivos privados.

{via}Neowin|http://www.neowin.net/news/google-facebook-and-twitter-battle-russia-over-censorship{/via}

Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.