Roubo de smartphones se torna crítico nos Estados Unidos e cresce no Brasil

A Comissão Federal de Comunicação dos Estados Unidos (FCC) lançou um relatório essa semana mostrando que, anualmente, mais de 1 milhão de boletins de ocorrência por roubo de smartphone são feitos no país. O número é grande, mas não revela o índice real, pois muitas pessoas não prestam queixa depois de terem o aparelho roubado. O crime também vem aumentando no Brasil e nos oito primeiros meses do ano, 38 mil aparelhos foram roubados apenas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

De acordo com a FCC, um em cada dez casos de roubo ou furto nos Estados Unidos envolvem dispositivos móveis. Desde o começo do ano, as cidades onde foram mais registradas crimes do gênero foram San Francisco e Nova York. A comissão estima que 3, 1 milhões de aparelhos foram roubados no país em 2013.

Os crimes de roubo e furto de smartphones também estão aumentando no Brasil. Segundo um levantamento do site BemMaisSeguro.com, 38 mil celulares foram roubados no país nos oito primeiros meses do ano, no Rio de Janeiro e São Paulo, o que dÁ seis aparelhos roubados por hora.

Como nos Estados Unidos, os números no Brasil são ainda maiores, jÁ que muita gente não presta queixa pelo roubo. Segundo o site Onde fui Roubado, 53% das vítimas de roubo ou furto de celular cadastradas não fazem boletim de ocorrência.

A Bem Mais Seguros relatou que os smartphones são o segundo item mais procurado para seguros no site, perdendo apenas para documentos. Os aparelhos mais roubados no Brasil são os iPhones e smartphones da série Samsumg Galaxy.

 {via}Engadget|http://www.engadget.com/2014/12/08/1-million-phones-stolen-per-year/{/via}

- Continua após a publicidade -

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.