StockCity permite que investidores usem o Oculus Rift para analisarem suas finanças

Essa não é a primeira vez que o desenvolvimento da realidade virtual ganha foco e aparece a chance dela se tornar algo comercialmente viÁvel. Mas para que o Oculus Rift tenha sucesso onde outros dispositivos jÁ falharam, além de ser um aparelho melhor, os seus usos devem ser variados, não ficando preso apenas ao mundo dos games. A empresa de tecnologia Fidelity Labs pode ser uma das primeiras a ajudar com isso, desenvolvendo a ferramenta StockCity, um simulador para investidores analisarem seu portfólio de ações dentro da realidade virtual.

Não é necessÁrio o gadget para brincar um pouco com o simulador disponível neste link, apenas a última versão do Google Chrome e paciência para aprender os controles bastante contra-intuitivos (talvez essa seja uma desvantagem em se distanciar do mundo dos games). A ferramenta ainda é um protótipo e mostra apenas um portfólio padrão, mas se ela chegar a se tornar um produto finalizado, a "cidade" gerada vai corresponder às ações do usuÁrio cadastrado.

A navegação pelo Oculus Rift pode ser feita ainda com controles por gestos, através do Leap Motion, para uma imersão completa nas finanças.

A navegação pelo Oculus Rift pode ser feita ainda com controles por gestos, através do Leap Motion, para uma imersão completa nas finanças. Pode ser que a primeira interação do novo dispositivo de realidade virtual não seja muito chamativa nem acessível para a maior parte do público, mas é sempre interessante ver surgirem novas possibilidades.

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.