Nvidia e Intel tomam marketshare da AMD em chips gráficos no segundo trimestre

Segundo o relatório da Jon Peddie Research, empresa especializada em monitoramento e estudo do mercado, o segundo trimestre do ano foi de ganho de terreno por parte da Intel e Nvidia, enquanto a AMD perdeu espaço.

O envio de chips da AMD reduziram em 7% neste trimestre, enquanto a Intel e a Nvidia apresentaram um crescimento de 11.6% e 12.9%, respectivamente. O mercado de PCs como um todo cresceu 6.9% em relação ao trimestre anterior, porém comparado ao ano passado houve uma retração de 2.6%.

De acordo com o JPR, 155% dos computadores possuem chips grÁficos. Os pesquisadores não se perderam em suas contas: o número estoura os 100% porque uma parcela considerÁvel dos PCs hoje possuem tanto um chip grÁfico integrado ao processador quanto outro chip em uma placa de vídeo dedicada. Em 2001, haviam 1.2 GPUs por computador, em média, enquanto hoje a média subiu para 1.55. Em torno de 32% dos computadores hoje usam placas de vídeo dedicadas, enquanto 68% possuem grÁficos integrados.

O segundo trimestre (Q2) engloba os meses de julho, agosto e setembro, logo estes resultados não tem influência do lançamento das placas Maxwell da Nvidia ou a reformulação dos preços por parte da AMD, em resposta a este lançamento. De acordo com a JPR, o terceiro trimestre, que corresponde ao final do ano, é um período de fortes vendas, porém se os rumores estiverem corretos, só veremos novas placas da AMD no início do ano que vem, para reaquecer a concorrência.

{fonte}JPR|http://jonpeddie.com/press-releases/details/nvidia-jumps-13-from-last-quarter-intel-up-11.6-amd-slips-7-reports-jpr/{/fonte} 

Tags
amd
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.