Assassin's Creed Unity apresenta sérios problemas de performance em múltiplas plataformas

O salto de fé em Unity envolve acreditar na aterrizagem e também que o videogame não vai travar no processo

[+comparativo]: Gravamos um vídeo com o teste de performance em três situações: com o Xbox One, com a placa GTX 970 e com a R9 290X. Mais detalhes das specs que utilizamos estÁ disponível neste link. Confira abaixo o resultado:

[+texto original]: Como destacamos em nossa anÁlise do game - e também afirmado pelo nosso público e outros sites - o game Assassin's Creed Unity estÁ sendo lançado com problemas para manter uma taxa adequada de quadros. O bug não parece estar limitado a nenhuma plataforma, e aparentemente a Ubisoft "gabaritou": slowdowns e quedas frequentes de frames afetam toda as plataformas em que o game foi lançado: PCs, Xbox One e Playstation 4.

Unity é o primeiro game da franquia "AAA" a ser exclusivo para os videogames de nova geração, e o game foi bastante ambicioso no tamanho do mapa e no alcance da visão, como dÁ para perceber em nosso gameplay. Aparentemente a Ubisoft errou a mão, e liberou o game de uma forma que não é capaz de manter a taxa de quadros em um nível aceitÁvel. 


Em nosso gameplay, levou 50 segundos para reclamarmos dos FPS (isso contando a vinheta e a introdução do jogo)

A empresa jÁ declarou que visaria os 30FPS em Assassin's Creed, uma medida jÁ polêmica entre os jogadores que tem uma preferência por maior fluidez no gameplay - discutimos isto neste Videocast. Porém, o que estÁ acontecendo segundo o relato de diversos jogadores - e nossa própria experiência até o momento - é que claramente o jogo não consegue manter os 30 quadros por segundo, inclusive em sequências inteiras de diÁlogos, o que comprometem a experiência nestes trechos.

"ANTES A UBISOFT TIVESSE CONSEGUIDO TRAVAR NESSE NÚMERO, POIS O XBOX ONE MAL ALCANÇA OS 30FPS. O FPS É EXTREMAMENTE INSTÁVEL E AS QUEDAS SÃO CONSTANTES, EM UM NÍVEL QUE CHEGA A DAR DOR DE CABEÇA DEPOIS DE ALGUMAS HORAS DE JOGATINA"


- trecho de nossa anÁlise do Assassin's Creed Unity

 

"Assassin's Creed Unity se tornou o menos estÁvel, com a pior performance, grande lançamento que joguei este ano


- anÁlise do Polygon

Além dos problemas de taxas de quadros, muitos jogadores vem reclamando de travamentos abruptos durante o gameplay, com o jogo simplesmente fica estÁtico por alguns segundos, até voltar a rodar. A indignação fica evidente no Metacritics, onde a nota agregada do público estÁ atualmente em 2.7 em sua versão para PC, 5.2 para PS4 e 3.8 para Xbox One

Até mesmo as restrições da Ubisoft às reviews estão levantando polêmicas. A empresa liberou o embargo - período em que sites especializados não podem publicar suas anÁlises - vÁrias horas após o início das vendas, o que significa que diversos consumidores compraram o game antes de ter acesso a anÁlises (praticamente todas indicando o problema de performance). Em comparação, as anÁlises de "Dragon Age: Inquisition" jÁ estão disponíveis, praticamente uma semana antes do lançamento do jogo. "Uma review lançada bastante tempo antes do início das vendas, como o novo Dragon Age, são normalmente um sinal de confiança", defende o Polygon em uma coluna publicada hoje.

Até o momento, a Ubisoft não se pronunciou sobre os problemas de performance de Assassin's Creed Unity.

JÁ estamos preparando um vídeo com nossos testes com o game, em sua versão para PC e Xbox One. Também utilizaremos placas de vídeo das duas fabricantes, AMD e Nvidia, para verificar se a polêmica muito levantada nos comentÁrios sobre o GameWorks, uma cooperação entre os desenvolvedores do jogo e a Nvidia, realmente trouxe um impacto negativo para a performance do game em placas AMD. Fiquem de olho no site para novidades! 

{fonte}Polygon|http://www.polygon.com/2014/11/11/7192467/assassins-creed-unity-review-xbox-one-PS4-PC|Adrenaline|https://adrenaline.com.br/2014/11/11/30556/assassin-s-creed-unity{/fonte}

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.