"Wear leveling" prolonga vida útil dos SSDs

No mundo high tech, as expressões e as siglas aparecem abundantemente. Cabe ao usuÁrio  interessado nessa temÁtica ficar atento aos termos para saber com qual característica do produto ele estÁ lidando. Esse é o caso do recurso "Wear Leveling", encontrado nos SSDs.

A tradução do termo inglês significa "nivelamento do desgaste". Presente em todos os SSDs de uso pessoal ou de servidores, o "Wear Leveling" é responsÁvel por estender a vida útil desse tipo de produto. "Com o nivelamento do desgaste, o tempo de uso dos SSDs é infinitamente maior do que os dispositivos com memória flash, que não fazem esse procedimento adequadamente, assim como eram os primeiros SSDs", explica o analista de tecnologia da Kingston, Iuri Santos.

É verdade que os SSDs tem limite de regravações?

O analista destaca que, quando certo número de células começa a apresentar erro de leitura, o SSD chegou ao fim da vida útil. Um HyperX 3K de 120GB, por exemplo, graças ao Wear Leveling, possui um TBW de 290TB, ou seja, é preciso armazenar mais de 290TB de informação para começar a saturÁ-lo. "Se você gravar todo dia 20GB de informação no SSD (algo que ninguém faz), precisaria de 40 anos e meio para começar a saturÁ-lo", exemplifica Iuri.

Aliado às vantagens do "Wear Leveling", os SDDs oferecem ainda o TRIM, um comando que permite ao sistema determinar quais blocos do SSD não são mais considerados utilizÁveis e podem ser limpos. Apesar de escrito em caixa alta, TRIM não é uma sigla, e sim o nome do mecanismo que organiza esta função. "Esses dois recursos auxiliam na manutenção dos SSD. O TRIM do sistema operacional faz com que o SSD permaneça rÁpido por toda sua vida. E o 'Wear Leveling' prolonga a vida do SSD", resume o analista. 

- Continua após a publicidade -

Para saber mais informações, acesse o site oficial da Kingston e acompanhe as novidades com o programa gratuito Kinsgton Tool Box.

Tags
  • Redator: Luiz Menezes

    Luiz Menezes

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina desde o segundo semestre de 2012 e gamer desde 1999, quando teve a oportunidade de jogar "Adventure" no Atari (mesmo não passando nem da segunda fase). Hoje é estressado com o Xbox 360 e com os ADCs noobs que sempre feedam o Draven. Trabalha na Adrenaline por causa da paixão por games e porque precisa de dinheiro para comprar consoles novos.

Qual a sua marca de mouses para jogos favorita? - Pesquisa de Periféricos 2020

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.