Após rumores de que seria comprada por rivais, Tim Brasil afirma que não está à venda

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, as operadoras de telefonia brasileiras Vivo e Claro entraram em um acordo com a Oi  e o banco BTG Pactual para comprarem a Tim Brasil, segunda maior do ramo de telecomunicações no país. As rivais da Tim farão uma oferta aberta aos donos da operadora, a Telecom ItÁlia. O valor não estÁ fechado, mas pode chegar até R$31,5 bilhões, o que seria o maior negócio do setor no país.

Segundo o acordo das empresas, a Tim seria dividida em três partes. A Claro ficaria com 40%, a  Vivo com 32% e a Oi, 28%. Mesmo tendo maior parte no negócio, a Claro ainda não tomaria a liderança do mercado de telecomunicações no Brasil. A líder atual é a Vivo, que ganhou mais força no setor com a recente aquisição da operadora GVT

A Tim se pronunciou sobre o caso hoje, dizendo que os diretores e controladores da Telecom Italia não pretendem vender a operadora.

"A companhia informa que ambos os diretores e a Telecom Italia não têm qualquer conhecimento e não estão tomando parte em qualquer discussão que visa uma possível venda da companhia".

Os rumores da venda geraram movimento na bolsa de valores. As valor das ações da Oi subiram 16,52% e da Tim 11,90%. Analistas consideram que se as duas empresas se unissem teriam força para liderar o mercado brasileiro de telecomunicação.

- Continua após a publicidade -

 No início do mês, o presidente executivo da Telecom ItÁlia, Marco Patuano afirmou que a Tim Brasil não estava à venda, mas a companhia não deixaria de avaliar ofertas que fossem vantajosas para os acionistas. 

Via: G1

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.