Renda e lucro da Capcom caem devido à falta de novos jogos

A Capcom anunciou hoje a performance da empresa no primeiro semestre financeiro do ano. Segundo a produtora, durante o período foram arrecadados Â¥25.9 bilhões (equivalente a U$239.6 milhões, ou R$ 583,19 milhões) em vendas, o que corresponde a um lucro 51,3% menor que na mesma época em 2013. Os valores arrendados se referem aos seis meses entre 01 de abril e 30 de setembro deste ano.

A empresa atribui a queda ao fato da empresa não possuir grandes títulos lançados durante o período em comparação ao ano passado, quando lançou Monster Hunter 4 para 3DS e atingiu bom número e vendas. Entretanto, nem só de baixas foram o trimestre para a Capcom: Ultra Street Fighter IV e Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy, apresentaram boas vendas em seus lançamentos, além de Dead Rising 3 ainda "manter-se bem no mercado" para Xbox One e PC. Para recuperar as vendas, estão inclusos no cronograma da Capcom um novo filme e seriado da franquia Resident Evil.

Entretanto, a Digital Contents, unidade de negócios para videogames da Capcom, relatou resultados muito piores para a empresa. O rendimento em vendas foi de Â¥13.5 bilhões (ou U$124.9 milhões), 64.1% a menos que no ano passado. JÁ o lucro operacional ficou em Â¥2.1 bilhões (U$19.4 milhões), representando uma queda de 60% em comparação à 2013. Os outros negócios relacionados a produtora, como Arcade Operations e Amusement Equipments, também estão apresentando quedas no decorrer dos anos.

Só um parênteses: vale lembrar que a Capcom disse, hÁ duas semanas, que não lançarÁ mais sequências de seus jogos, a não ser que eles vendam mais de 2 milhões de cópias. Agora é ver se ela vai conseguir cumprir com o que disse e começar a produzir jogos novos...

(via Gamespot

Assuntos
Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.